Montadora anuncia investimento de R$3 bilhões em unidade de Porto Real

Empresa já havia anunciado outro investimento de R$2,3 bilhões no ano passado. A planta também vai fabricar o modelo Basalt SUV Coupê

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Stellantis anunciou mais um aporte na fábrica do Sul Fluminense / Divulgação e Diário do Vale

A Stellantis América do Sul vai investir R$3 bilhões no Polo Automotivo Stellantis de Porto Real, na Região Sul Fluminense. O anúncio foi feito, nesta segunda-feira (27), pelo presidente grupo automotivo franco-ítalo-americano, Emanuele Cappellano, durante uma solenidade que contou com a participação do secretário de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços do Estado, Vinicius Farah. A empresa, que no ano passado já havia anunciado outro investimento de R$2,3 bilhões, também lançará o modelo automotivo Basalt SUV Coupê.

Os investimentos vêm depois de um longo jejum iniciado em 2018, através de uma ação do Tribunal de Contas e do Ministério Público, que suspendeu um contrato de benefícios fiscais com o Governo do Estado do Rio. Coube ao deputado estadual Tande Vieira (Progressistas) a renovação do contrato junto aos órgão competentes. A aprovação da matéria aconteceu em abril deste ano.

“Então, por ordem judicial, esse processo estava paralisado e a Stellantis não podia ter acesso aos benefícios fiscais que tinham sido pactuados com ela no início da instalação. Quando assumi a presidência da Comissão de Tributação, fui chamado a me envolver nesse processo e consegui, junto com a Secretaria de Fazenda, articular a renovação do contrato, que foi aprovado no mês passado”, contou Tande, conforme reproduziu o Diário do Vale.

O deputado estadual esclareceu que, por meio do novo contrato, a Stellantis fica obrigada a manter empregos diretos em Porto Real, além de gastar parte dos seus investimentos com fornecedores do município.

Advertisement

“O contrato previa que ela deveria efetuar esforços para ter 1.300 funcionários diretos, agora o contrato prevê que a empresa tem obrigação de manter 1.700 empregos diretos aqui na operação. Se hoje ela vai anunciar um investimento de R$3 bilhões, 25% desse valor vai ter que ser gasto com fornecedores da nossa região. Nós conseguimos consertar o contrato, atender a demanda do Ministério Público e do Tribunal de Contas e agora a Stellantis está fazendo esse anúncio, que é tão importante para a nossa região”, explicou Tande Vieira ao veículo.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços do Estado, Vinicius Farah, que substituiu o governador Cláudio Casro (PL) no evento, destacou o papel do Governo do Estado como indutor de um ambiente jurídico seguro para incentivar as atividades da iniciativa privada e o giro das cadeias produtivas locais.

“A consolidação da cadeia produtiva é recorde de geração de emprego, recorde de investimentos, recorde de novas empresas investindo e apostando no Estado do Rio de Janeiro. Isso não acontece por acaso, não existe o fator sorte – existe, sim, um Estado que sob o comando do governador Cláudio Castro tem construído diariamente políticas públicas agressivas, mas que acima de tudo entregam para a iniciativa privada, segurança jurídica, novas leis de doações, que permitem investimentos como esse estarem acontecendo no nosso Estado”, disse o secretário, acrescentando que a montadora, desde setembro, consolidou o aporte de R$5,5 bilhões em três modelos de veículos.

O prefeito de Porto Real, Alexandre Serfiotis (PSD), por sua vez, ressaltou que a construção da fábrica só foi possível graças a uma boa sinergia entre governo, prefeitura e a Stellantis, o que configurou um bom momento para o município.

“Esse é o melhor momento que podemos vivenciar. A construção da fábrica foi no período do meu pai (Jorge Serfiotis), com uma boa relação entre governo, prefeitura e fábrica, que criou seu terceiro turno, uma grande produção, muitos investimentos e agora a gente fica feliz de poder, no nosso governo, viver novamente essa retomada dos investimentos, mais de quase R$5,5 bilhões”, afirmou o prefeito, lembrando que a cidade poderá ganhar unidades da Firjan e da Escola Técnica Municipal de Porto Real – esta destinada à formação da mão de obra local.

O presidente regional da Firjan, Henrique Nora Junior, ressaltou que o trabalho realizado na interiorização das atividades econômicas fluminenses têm gerado credibilidade e segurança para a captação de novos investimentos.

“Isso, para a região, é importante. A região tem credibilidade, tem potencial. É preciso que o poder público atue. Quando a iniciativa privada faz o seu papel proporciona possibilidade de avanços. Isso é realmente o melhor dos mundos. E isso se reflete em investimentos”, afirmou Nora Junior, lembrando que a ampliação da atividade econômica impacta diretamente a vida da população local: “Esses investimentos refletem de uma maneira muito positiva na região, seja na geração de riqueza, na geração de emprego, de renda e principalmente na qualidade de vida. Se a gente parar para observar, desde a vinda da primeira automotiva para cá, para a região de Resende, de Porto Real, Quatis, Itatiaia, a gente vê a mudança na qualidade de vida em todos os setores. O nível das escolas melhorou, do turismo, dos restaurantes, as estradas, a gente vê uma melhora considerável na qualidade de vida na região, que vem a reboque do desenvolvimento, do progresso dessas empresas”, concluiu o presidente regional da Firjan.

O ex-Ministro das Cidades, Márcio Fortes, e outras autoridades também participaram do evento.

Com informações do Diário do Vale.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Montadora anuncia investimento de R$3 bilhões em unidade de Porto Real
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui