Moradores de rua são detidos por danos ao patrimônio público no Parque do Flamengo

Operação do Governo do RJ aconteceu nesta terça (27/12) na Cidade das Crianças, onde moradores em situação de rua estavam fazendo os brinquedos de moradia

Na manhã desta terça-feira (27/12), a Cidade das Crianças, no Parque do Flamengo, recebeu uma operação integrada de órgãos do Governo do Rio de Janeiro no intuito de coibir e repreender moradores em situação de rua que estavam fazendo os brinquedos, destinados ao público infantil, de moradia. Seis deles foram enquadrados no crime contra danos ao patrimônio público, que é previsto no artigo 62 do Código Penal.

Todos foram conduzidos à 9ª DP pelo Major Marcos e pelo superintendente da Zona Sul, Marcelo Maywald. Os meliantes causaram danos aos brinquedos, que são tombados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), pois estavam cozinhando no local e causaram estragos.

”Todas as ações que não são lícitas precisam ser reprimidas. Neste caso, além de depredarem o patrimônio público, estavam impedindo que pais levassem seus filhos para brincar num local que é destinado exclusivamente às crianças”, explicou Maywald.

Vale ressaltar que, além da Superintendência da Zona Sul (Segov), participaram da ação também policiais da operação Aterro Presente e do 2º BPM (Botafogo).

Advertisement

1 COMENTÁRIO

  1. Esse Parque do Flamengo fede a urina e fezes de tanto que se tornou moradia de pessoas em situação de rua onde fazem as necessidades fisiológicas… e também de turmas que invadem os gramados, se pinduramnas árvores e fazem churrasco sob a copa junto dos troncos… árvores adoecem e são atacadas por outras pragas (além daqueles humanos)… nota-se a cada vez que o tempo passa que a área verde está se tornando cinza…

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui