Moradores denunciam condições precárias do Campo de São Cristóvão

O Campo não é apenas um espaço verde, mas também um local de grande importância histórica e com construção tombada

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp

Moradores do bairro de São Cristóvão estão levantando preocupações sobre o estado de abandono e negligência do Campo de São Cristóvão. O espaço, que abriga uma parte da praça ocupada pela Feira de Tradições Nordestinas e uma área verde adjacente, está sofrendo com a falta de cuidados por parte da Prefeitura.

O local não é apenas um espaço verde, mas também uma área de grande importância histórica. É onde teve início a ocupação da região que, durante quase um século, abrigou a Família Imperial brasileira, bem próximo dali, na Quinta da Boa Vista. Colonizado originalmente no século XVII, após a desocupação por tribos indígenas, o Campo testemunhou várias transformações ao longo dos anos. O lugar entrou na rota das reformas de Pereira Passos, que transformaria o vasto espaço em um passeio público na região.

No entanto, os moradores expressam preocupação com o atual estado de conservação do local. O coreto, parte integrante do patrimônio cultural da região e protegido pela Área de Proteção do Ambiente Cultural, foi erguido também na gestão de Pereira Passos, e apresenta sinais visíveis de negligência, com pichações e falta de gradil em seu entorno. Além disso, as três quadras esportivas no local também carecem de manutenção adequada.

Enquanto os moradores clamam por intervenções urgentes, a Prefeitura está concentrando seus esforços em obras de revitalização e melhorias na infraestrutura urbana nas proximidades do Campo. Um exemplo recente é o Terminal Gentileza, inaugurado após extensas obras. Situado a apenas 1,2 km do Campo de São Cristóvão, o terminal e suas imediações receberam uma série de melhorias, desde a troca de postes de iluminação até a reforma dos jardins públicos.

Advertisement

No entanto, apesar dessas melhorias, questões como a precariedade da mureta histórica em frente ao Colégio Pedro II, uma instituição tradicional localizada bem em frente ao Campo, continuam preocupando os moradores. Eles esperam que suas preocupações sejam ouvidas e atendidas pelas autoridades municipais, a fim de garantir um futuro para um dos bairros mais importantes para a história do município.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Moradores denunciam condições precárias do Campo de São Cristóvão
Advertisement

2 COMENTÁRIOS

  1. O Prefeito Sr dos Parco?s não sabe nem o que tem ali e nem sabe onde fica . Talvez seja a próxima investida dele mais só se for eleito se não aguardem para o próximo mandado como prefeito ou governador coisa que duvido que aconteça .

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui