Foto: Cleomir Tavares/DIÁRIO DO RIO

O problema das invasões de imóveis é recorrente por quase todo o Rio de Janeiro e, nesta semana, o DIÁRIO DO RIO recebeu uma denúncia sobre mais um caso. Dessa vez, trata-se de um imóvel na Barra da Tijuca, na Avenida Érico Veríssimo, que também está sofrendo com o abandono.

De acordo com a denúncia, o imóvel 299 da Avenida Érico Veríssimo tem sofrido invasões. As pessoas a princípio entravam para saquear, mas, recentemente, tem sido notado pessoas morando no local. Moradores dos arredores já tentaram contato com o proprietário, mas não obtiveram nenhuma resposta.

Ainda segundo a denúncia, os moradores temem as consequências que isso pode trazer para a região, uma vez que o proprietário ou o corretor responsável não retornam os contatos e não mostram preocupação com o que vem acontecendo.

Um morador, que preferiu não se identificar, contou que o imóvel está vazio desde 2015. Ele afirmou que o portão lateral, com o tempo, começou a se deteriorar e, há mais ou menos 1 ano atrás, começaram as invasões. Nessa época, as pessoas entravam para furtar objetos de dentro do imóvel.

Foto: Cleomir Tavares/DIÁRIO DO RIO

A questão, segundo ele, é que há cerca de 2 meses foi notado que os invasores estão “habitando” a casa, deixando seus pertences e tornando isso um hábito frequente.

A gente nunca viu nenhum caso de violência partindo disso, mas causa insegurança, porque a gente mora aqui perto, né… deixa todo mundo inseguro porque a gente não sabe o que vai acontecer”, contou.

Ele destacou que os vizinhos do prédio estão cercados pela incerteza e pela insegurança, por não saberem o que pode acontecer a respeito do imóvel, que está em um estado cada vez pior.

Vale ressaltar que este é um problema frequente. Em novembro do ano passado, lojas vazias no Flamengo foram invadidas por moradores de rua, atrapalhando estabelecimentos próximos. Já em outubro, invasores de casarão em Santa Teresa foram despejados após uma longa tramitação na justiça.

Também no ano passado, em setembro, invasores de imóveis foram despejados de prédio no Centro do Rio, na Rua Washington Luiz. Em abril de 2020, o DIÁRIO DO RIO publicou que muitos proprietários estavam preocupados com a onda de invasões que vinha acontecendo. Temor esse, que se tornou verdade, levando em conta o número de casos relatados deste então.

2 COMENTÁRIOS

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui