Moradores exigem a derrubada dos muros da Praça Sarah Kubitschek, em Copacabana

Segundo os moradores, a retirada do muro é necessária e urgente, pois eles fazem do entorno da Praça um local de moradia de mendigos, delinquentes e consumidores de drogas

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Reprodução/Google Street View

Moradores do bairro de Copacabana estão se mobilizando em prol da retirada dos Muros da Praça Sarah Kubitschek. O assunto já é antigo: desde 2015 essa pauta é defendida através de abaixo-assinados, mas nada foi feito.

“O vereador Carlo Caiado levou um abaixo-assinado Impresso (com tenda na frente da Praça), em que recolhemos 3000 assinaturas, para reunião com 3 diferentes Presidentes da Fundação de Parques e Jardins FPJ. Ele entregou os abaixo-assinados, mas nenhum dos presidentes da FPJ fez nada”, diz o texto de divulgação de um novo documento que está sendo feito, com assinaturas, pedindo pela remoção.

Segundo os moradores, a retirada do muro é necessária e urgente, pois eles fazem do entorno da Praça um local de moradia de mendigos, delinquentes e consumidores de drogas, que causam transtornos aos quem vivem na região.

A AMACOPA, associação de moradores do bairro, reforça que as praças devem ser gradeadas, mas não cercadas por muros: “grades deixam ter visibilidade. Muro esconde e isola. Praça com muro não existe“.

Advertisement

Leia também

AquaRio promove primeira sessão para pessoas com Autismo

Lula retorna ao Rio para inauguração do Terminal Gentileza nesta sexta-feira

O documento preparado pela associação destaca ainda que o painel foi pintado por uma máquina no muro, e não diretamente da mão do Millôr. “O painel não é tombado, ele pode ser recolocado no Muro da Escola Municipal Dr.Cócio Barcelos na Av. Copacabana, esquina de Barão de Ipanema (pois escola tem que ter muro, praça não)“, finaliza, se referindo à escola que tem o muro todo grafitado e caindo aos pedaços.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Moradores exigem a derrubada dos muros da Praça Sarah Kubitschek, em Copacabana

Advertisement

2 COMENTÁRIOS

  1. É uma pena que essa reivindicação não foi atendida pela prefeitura. O projeto dessa praça é uma aberração urbanística, um erro crasso de entendimento das dinâmicas urbanas. Além da remoção do muro, é necessária uma reforma completa, com o desenvolvimento de um novo projeto, com transparência e participação dos moradores.

  2. Me divirto muito lendo essas notícias. Imagino a mentalidade lunática de quem frequenta essas associações.

    O muro é indefensável, mas se for na escola pública (como disse a própria AMACOPA) pode esconder e isolar.

    Tiram os mendigos e escondem e isolam quem está estudando. É cada coisa!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui