Morre Jacob Barata, famoso empresário do setor de ônibus do Rio de Janeiro

Jacob tinha 91 anos e estava internado no Hospital Copa Star, na Zona Sul carioca; causa do óbito não foi divulgada

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Jacob Barata - Foto: Reprodução

Morreu, na madrugada desta quarta-feira (27/12), aos 91 anos, Jacob Barata, famoso empresário do setor de ônibus do Rio de Janeiro. Ele estava internado no Hospital Copa Star, em Copacabana, Zona Sul da capital fluminense.

Nascido em Belém, capital do Pará, em 13 de agosto de 1932, Jacob era sócio-fundador do Grupo Guanabara, um dos principais conglomerados de empresas de transporte de passageiros do país, com sede na Avenida Brasil.

Em novembro de 2020, foi condenado a mais de 28 anos de reclusão devido à Operação Ponto Final, desdobramento da Lava Jato que investigava pagamentos de propina de empresários do setor de transporte público a políticos, visando a obtenção de vantagens em valor de tarifas e outros privilégios. A sentença partiu do juiz Marcelo Bretas, então titular da 7ª Vara Federal Criminal.

Vale ressaltar que, até o fechamento desta matéria, a causa do óbito de Jacob e informações sobre seu sepultamento não haviam sido divulgados.

Advertisement

Leia também

Conheça seis motivos para investir em uma pós-graduação

Aeroporto Santos Dumont pode ser fechado durante o G20, em novembro

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Morre Jacob Barata, famoso empresário do setor de ônibus do Rio de Janeiro

Advertisement

4 COMENTÁRIOS

  1. Uma das razões para que o Rio de Janeiro tenha a pior mobilidade urbana do Brasil e uma das piores do mundo está na influência dessa família, liderada por esse senhor, sobre os políticos tantos no nível estadual quanto no nível municipal. Essa influência que sempre tentou manter a primazia dos ônibus sobre o transporte sobre trilhos, mesmo quando todo mundo sabe que os ônibus não conseguem atender adequadamente a demanda por transporte de massa seja na cidade do Rio, seja na região metropolitana.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui