Morre, em Campos, a primeira vítima de dengue, em 2023

Um homem, de 84 anos, deu entrada no Hospital dos Plantadores, com sintomas da doença, em 18/01. O óbito ocorreu no dia 21

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Aedes aegypti (Foto: Reprodução)

Um homem, de 84 anos, é a primeira vítima fatal da dengue no Estado do Rio de Janeiro, em 2023. O idoso deu entrada no Hospital dos Plantadores, em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, em 18 de janeiro, com sintomas da doença. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde (SES-RJ) e a Secretaria de Saúde de Campos, o paciente foi a óbito no dia 21. A causa da morte do idoso foi confirmada, nesta sexta-feira (3), através de exame laboratorial e investigações conjuntas feitas pelas equipes técnicas.

Uma equipe da Subsecretaria de Vigilância e Atenção Primária à Saúde da SES-RJ e o secretário de Saúde de Campos realizaram uma reunião virtual, na qual foram discutidas estratégias para barrar o avanço da doença na cidade. As autoridades também se encontraram presencialmente para firmar posições com a mesma finalidade. No encontro foi apresentado um plano de contingência, diante do aumento do número de casos de dengue em Campos nas primeiras semanas de janeiro de 2023, no comparativo ao mesmo período do ano passado.

A Secretaria de Estado de Saúde liberou material para a estruturação do centro de hidratação do Centro de Referência da Dengue e Pós-Covid Jayme Tinoco Netto. Poltronas, soro fisiológico e medicamentos, foram providenciados para reforçar o atendimento no Hospital dos Plantadores.

Equipes de agentes de controle de endemias foram mobilizadas para a realização de ações junto à população, para a eliminação de criadouros do mosquito, nos bairros com maior incidência de casos e onde morreu o idoso.  Mutirões semanais e uso de quatro carros fumacê também estão sendo utilizadas pelas autoridades campistas.

Advertisement

Leia também

MP é acionado para investigar manifestantes que declaram apoio ao Hamas na frente da Câmara do Rio

Deputados propõem destinar R$15 milhões da Alerj para 10 municípios afetados por chuvas no RJ

No dia 9, a Prefeitura de Campos fará uma ação integrada em Travessão, com a atuação de várias secretarias, para identificar focos do mosquito e orientar a população por meio da campanha “Dengue Aqui Não”. Na ação serão realizados: limpeza de terrenos e vias públicas, recolhimento de materiais não usados nos imóveis, tratamento de potenciais criadouros do aedes aegypti que não podem ser eliminados, além de distribuição de panfletos informativos.

Com o intuito de evitar uma epidemia de dengue, a SES-RJ e a Secretaria de Saúde de Campos destacaram que seguem atuando de forma preventiva e monitorando os indicadores da doença. A população foi convocada a colaborar no combate ao mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika, através de uma checagem de 10 minutos semanais em suas casas, para a eliminação de criadouros do mosquito.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Morre, em Campos, a primeira vítima de dengue, em 2023

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui