Morre Francisco Dornelles, ex-ministro, senador e governador do RJ

Afastado da política nos últimos tempos, Francisco Dornelles também era presidente de honra do Progressistas

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Francisco Dornelles (PP-RJ) 

Morreu nesta quarta-feira (23/08), aos 88 anos, o político Francisco Osvaldo Neves Dornelles. Ao longo dos seus 88 anos de vida pública, Dornelles foi ministro da Fazenda e de mais duas pastas, senador da República, deputado federal e governador do Rio de Janeiro.

Em março de 2016, como vice-governador do Rio, assumiu o governo interinamente em função do afastamento do então governador Luiz Fernando Pezão, que sofria problemas de saúde à época.

Já no fim de 2018, assumiu de novo o Governo do Rio, quando o então governador Luiz Fernando Pezão foi preso numa das fases da Lava Jato. Dornelles ficou 33 dias no cargo, até o fim do mandato.

Foi o primeiro governador a decretar estado de calamidade pública na área financeira do Rio, quando faltavam apenas 49 dias para as Olimpíadas. Na ocasião, ele declarou que a crise financeira nas contas públicas estaduais era a mais grave já vista. Em 2006, foi eleito senador pelo Rio.

Advertisement

Natural de Belo Horizonte, Dornelles se mudou com a família para o Rio de Janeiro. Foi na antiga capital federal que se formou em direito. Em seguida, especializou-se em finanças públicas na França e em tributação internacional na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos.

Foi secretário particular de Tancredo e exerceu dezenas de cargos públicos, ainda durante o governo militar. Foi secretário da Receita Federal, em 1979, se elegeu deputado federal cinco vezes seguidas, entre 1987 e 2003. Dornelles fez parte da Assembleia Nacional Constituinte, ajudando a aprovar a Constituição Federal de 1988.

Dornelles foi ministro da Fazenda, em 1985, no primeiro governo civil, depois de mais de 20 anos de regime militar no país. Era o governo de José Sarney, que assumiu a presidência interinamente com a internação de Tancredo e, depois, definitivamente, com a morte do presidente.

Foi ainda ministro de Indústria, Comércio e do Turismo, e ministro do Trabalho e Emprego no governo de Fernando Henrique Cardoso. Francisco Dornelles era parente de três ex-presidentes brasileiros, sobrinho de Tancredo Neves e de Castelo Branco, além de primo de segundo grau de Getúlio Vargas.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Morre Francisco Dornelles, ex-ministro, senador e governador do RJ
Advertisement

1 COMENTÁRIO

  1. Tchutchuca dos lesa pátria.

    Primo do Cheirécio Neves.

    Carioca não se lembra dele. Se lembra, não sente falta.

    Como governador foi imblematica a fala “vambora, Ademar!” ao seu motorista ao ser questionado sobre mobilidade urbana no RJ que estava um caos, entre outras questões.

    Morria de medo do povo e de dar satisfações.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui