Morre no Rio o maestro e compositor Edino Krieger

Ele estava internado há cerca de um mês na Casa de Saúde São José, no Rio de Janeiro. Causa da morte não foi divulgada

Morreu nesta terça-feira (06/12) o maestro e compositor brasileiro Edino Krieger. o Artista de 94 anos estava internado havia cerca de um mês na Casa de Saúde São José, no bairro Humaitá, na Zona Sul do Rio. A família não divulgou a causa da morte. Ele deixa o filho, Edu Krieger.

Edino era compositor, produtor, crítico musical e gestor público. Era filho do renomado Aldo Krieger, também músico, compositor e regente. Vindo de uma linhagem instrumental, Edino teve suas primeiras aulas de violino com o pai na sua cidade natal, em Brusque, Santa Catarina.

Com mais de 70 anos de carreira, Edino Krieger foi considerado um dos mais renomados nomes da vanguarda da música de concerto brasileira do século passado. Dentre vários títulos e prêmios, em 1982, ele foi honrado com o título de Cidadão Emérito do Estado do Rio de Janeiro.

Além da vida artística, Edino também marcou presença na política e gestão pública. Ele dirigiu o Instituto Nacional de Música da Funarte de 1981 a 1989 e foi presidente da mesma instituição de 1989 a 1990, ano em que foi extinta.

Além disso, de 2003 a 2006, ele foi presidente da Fundação Museu da Imagem e do Som do RJ. Ele também foi presidente da Academia Brasileira de Música por vários mandatos.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui