MPRJ investiga prefeito de Barra do Piraí por defender ‘castração de meninas’

Mário Esteves (ex-Solidariedade) disse que era preciso controlar o número de crianças na cidade; prefeito disse que fala foi um momento de descontração

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Mario Esteves, prefeito de Barra do Piraí (Foto: Divulgação)

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) instaurou uma investigação preliminar para apurar os excessos no discurso do prefeito de Barra do Piraí, Mário Esteves (ex-Solidariedade), durante o evento de inauguração de uma obra pública. No discurso, ele sugere a “castração de meninas” como forma de controle populacional.

O objetivo do MPRJ também é avaliar a legalidade e a responsabilidade do prefeito, incluindo a possível violação de princípios de improbidade administrativa. O Ministério Público solicitou que o Esteves preste esclarecimentos sobre o conteúdo de seu discurso.

No procedimento investigativo, será inclusa a análise documental das medidas de controle populacional efetivamente implementadas pelo governo municipal, como cirurgias de laqueadura e vasectomia, critérios para aprovação dessas cirurgias e a distribuição de métodos contraceptivos na rede de saúde municipal.

O Solidariedade, partido ao qual o prefeito era filiado, decidiu expulsá-lo após seu discurso. A legenda enfatizou seu compromisso com a defesa dos direitos das mulheres, a promoção da equidade de gênero e a luta contra qualquer forma de discriminação.

Advertisement
Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp MPRJ investiga prefeito de Barra do Piraí por defender 'castração de meninas'
Advertisement

1 COMENTÁRIO

  1. O sujeito é tão machista e vê a mulher de forma reducionista à biologia e objeto que falou em castrar meninas.
    Não tem defesa o que ele disse. Além de grotesco e grosseiro.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui