Música carioca conquistando o mundo

Por André Delacerda

A nossa querida Bossa, o Samba e o Funk das nossas favelas, são cultuados muito além das fronteiras cariocas, muito além das fronteiras do país.  Existem casos de cantores e interpretes que hoje são esquecidos pelo nosso povo, e que são admirados e exaltados em países como Japão, Alemanha, Itália, França.

 

É uma satisfação saber que nossa cultura é admirada. Que as nossas melodias,mesmo não compreendidas por serem cantadas em português, são amadas e que embalam milhares de pessoas pelo mundo a fora.

Uma das responsáveis por levar as nossas melodias além das fronteiras cariocas foi a  Pequena Notável – Carmem Miranda. Depois, se seguiram Caymmi e o nosso Tom, que tanto amava e cantava o Rio.

Quem ao assistir um filme gringo já não ouviu alguém assobiando ou cantando “Girl from Ipanema” ou simplesmente “Garota de Ipanema”?

Ah! Não podemos esquecer que a música carioca embalou até extraterrestre. Botou até marciano no compasso do samba. “Coisinha do Pai”, música cantada por Beth Carvalho, acordou até robô em Marte.

 

Hoje recebi um email, que certamente iria encher todo carioca de orgulho. É de um blog holandês, denominado Choro Music, criado por Hans Koert, todo dedicado ao Chorinho, a Bossa, a nossa querida música carioca.

 

Fiquem com este solo da música “Insensatez” de Tom Jobim, interpretado por um jovem estrangeiro, que certamente ama o jeito de ser carioca, a melodia e harmonia que sai dos acordos desta Cidade eterna Maravilhosa e que encanta o mundo.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui