Museu da República: Exposição “Corpo Formoso”, de Yoko Nishio, revela um Rio de Janeiro de ornamentos

Em sua primeira exposição individual, a artista carioca apresenta pinturas inéditas, em que destaca os ornamentos nas ruas e nas pessoas, exaltando a relação entre corpo e cidade

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
A artista Yoko Nishio com uma das obras (Foto: Divulgação)

No dia 9 de dezembro, a Galeria do Lago, no Museu da República, será palco da inauguração da exposição “Corpo Formoso”, que apresenta 11 pinturas inéditas da talentosa artista carioca Yoko Nishio. Esta é a primeira exposição individual da artista, que já participou de diversas coletivas em renomados espaços culturais, como o Museu da República, o Centro Cultural Correios de Niterói e o Sesc Teresópolis.

Com uma paleta de cores forte e vibrante, Yoko Nishio utiliza a técnica de tinta a óleo sobre tela em obras que alcançam até 1,90 cm X 1,90 cm. Sob o tema “Corpo e Cidade”, as pinturas destacam ornamentos presentes nas pessoas e nos lugares, entrelaçados com memórias e fabulações da artista. Entre os retratos, figuram uma feirante de Vila Isabel, um pai e filho em trajes festivos em Cabuçu (Nova Iguaçu), corpos que transitam pela multidão de Calolé (Bahia), senhoras que conversam no Encantado (Rio de Janeiro) com estampas combinando com os ornamentos das fachadas, entre outros.

Yoko Nishio sempre teve na vida urbana, nas cidades e nas pessoas a inspiração para o seu trabalho artístico. “Minha pesquisa tem esse aspecto de campo, de andar, procurar, fotografar, conversar, o ateliê é só mais uma etapa de uma construção que começa muito antes”, conta a artista, que também é professora e pesquisadora. Desta forma, os trabalhos sempre surgem na rua. E não foi diferente com esta nova série. Em Belém do Pará, ao ver uma pessoa ornamentada com diversas estampas, iniciou a pesquisa que deu origem aos trabalhos que são apresentados na atual exposição.

A série, mesmo iniciada a partir de uma estampa, explora ornamentos de forma ampla, incluindo pele, tatuagens, acessórios como brincos e colares, além de elementos urbanos, como azulejos e fachadas de bares. Os títulos das obras são os nomes dos locais onde os ornamentos foram encontrados, abrangendo diversos bairros do Rio de Janeiro e estados brasileiros, evidenciando a diversidade de corpos, cores e ornamentos.

Advertisement

Leia também

Terminal Gentileza começa a operar para população; veja detalhes

Pedro Paulo cada vez mais certo como vice de Eduardo Paes – Bastidores do Rio

Ao criar as pinturas, Yoko Nishio optou por ser fiel às estampas que observou nas ruas, reproduzindo-as com exatidão, mas introduzindo elementos que criam novos cenários e não seguem rigidamente a fotografia original. “Não quero que a pintura seja apenas uma reprodução fotográfica, por isso misturo corpos e lugares para escolher a relação entre figura e fundo”, explica a artista.

ACESSIBILIDADE

Com o objetivo de promover a acessibilidade, a exposição contará com mediação acessível e todas as obras terão audiodescrição, disponibilizada através de QR Code. A ideia é proporcionar uma paisagem sonora e uma vivência com a obra para todos os públicos. A produção é da Camilia Oliveira e da antropóloga Bárbara Copque, com narração de Ana Paula Conde e Yoko Nishio.

Serviço: Exposição “Corpo Formoso”, de Yoko Nishio

Abertura: 9 de dezembro de 2023, das 13h às 17h

Exposição: até 10 de março de 2024

Galeria do Lago, Museu da República

Rua do Catete, 153

Catete – Rio de Janeiro

Telefone: (21) 2127.0324

De terça a sexta, das 10h às 12h e das 13h às 17h.

Sábados, domingos e feriados, das 11h às 12h e das 13h  às 17h.

Entrada franca

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Museu da República: Exposição “Corpo Formoso”, de Yoko Nishio, revela um Rio de Janeiro de ornamentos

Advertisement
lapa dos mercadores 2024 Museu da República: Exposição “Corpo Formoso”, de Yoko Nishio, revela um Rio de Janeiro de ornamentos
Renata Granchi
Renata Granchi é jornalista e publicitária com mestrado em psicologia. Passou pela TV Manchete, TV Globo, Record TV, TV Escola e Jornal do Brasil. Escreveu dois livros didáticos e atualmente é diretora do Diário do Rio. Em paralelo, presta consultoria em comunicação e marketing para empresas do trade.
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui