Museu de Arte do Rio terá entrada gratuita durante as férias

Cariocas e turistas poderão aproveitar as sete exposições em cartaz, entre elas a mostra Clara Nunes, recém-inaugurada no MAR, até o dia 15 de janeiro

Museu de Arte do Rio (Divulgação)

O Museu de Arte do Rio estará de graça durante um mês no período das férias. A gratuidade, que começou no dia 15 de dezembro, vai até o dia 15 de janeiro e valerá para todos. Durante o período, o público poderá aproveitar as sete exposições em cartaz no museu, além do mirante e o morrinho, locais já consagrados do MAR

Entre as atrações, os visitantes poderão conhecer as duas novas mostras que inauguraram no dia 10 de dezembro. A exposição “Clara Nunes”, que fica no 5º andar da Escola do Olhar, apresenta fotos inéditas de uma das maiores cantoras da música brasileira e conta um pouco mais sobre a relação da artista com o Rio de Janeiro.

A mostra “Ter Histórias e Territórios”, da Universidade das Quebradas, traz as vivências e experiências dos alunos quebradeiros durante o curso “Arte Preta: Filosofia, História e Curadoria”, composto por palestras e troca de saberes entre artistas, professores e pensadores contemporâneos. Os alunos produziram e curaram a mostra, que ocupa o pilotis do museu e a Biblioteca do MAR.

Já no pavilhão de exposições, o público poderá visitar outras cinco mostras. A exposição individual “Lataria Espacial”, do artista paraense Emmanuel Nassar, promove o choque entre o popular e o erudito. Os visitantes poderão encontrar  também um avião executivo em tamanho real e interagir com a obra.

No primeiro andar do Pavilhão de Exposições, a mostra itinerante da 34ª Bienal de São Paulo – Faz escuro mas eu canto apresenta a história do líder abolicionista norte-americano Frederick Douglass a partir de seus retratos ao longo da vida. A mostra conta ainda com obras de 13 artistas de 8 países.

Já no segundo andar, o público poderá conhecer a mostra “Agnaldo Manuel dos Santos – A conquista da modernidade”. Realizada em parceria com a Almeida & Dale Galeria de Arte, a mostra conta com mais de 70 esculturas em madeira do artista negro baiano, que morreu aos 35 anos em 1962, há exatos 60 anos. A exposição fica no MAR até o dia 26 de fevereiro de 2023.

Organizada em parceria com a Embaixada da França no Brasil, a exposição “Margens”, do fotógrafo francês Ludovic Carème, apresenta uma coletânea de 68 fotos, que serão doadas para o acervo do MAR. A mostra traz um olhar documental diante da dura realidade dos brasileiros e fica no MAR até o dia 26 de março de 2023.

Inaugurada em setembro de 2022, a exposição principal do MAR “Um defeito de cor” faz uma revisão historiográfica da escravidão abordando lutas, contextos sociais e culturais do século XIX. A mostra é baseada no livro de Ana Maria Gonçalves, que também assina a curadoria ao lado de Marcelo Campos e Amanda Bonan. Ao todo, são 400 obras de artes entre desenhos, pinturas, vídeos, esculturas e instalações de mais de 100 artistas de localidades, como Rio de Janeiro, Bahia, Maranhão e até mesmo do continente africano, em sua maioria negros e negras, principalmente mulheres.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui