Museu do Amanhã realiza mesa redonda com a escritoras Saidiya Hartman e Eliana Alves Cruz

O evento terá transmissão ao vivo pelo Youtube do Museu do Amanhã e contará com tradução simultânea Inglês/Português

Escritora Saidiya Hartman participa de mesa redonda no Museu do Amanhã / Divulgação

O Museu do Amanhã realiza, no dia 29, das 19h às 21h, uma mesa redonda com a escritora e professora americana Saidiya Hartman, sobre o tema “Ficções e fabulações afro-altânticas”. Na ocasião, Hartman debaterá com a jornalista e escritora Eliana Alves Cruz sobre as diversas experiências da diáspora das populações negras e como a escrita pode ser usada como um instrumento de resgate das narrativas encobertas pelo colonialismo. A mesa redonda é um evento gratuito e aberto ao público.

O Gerente de Comunidades e Territórios do Museu do Amanhã, Luis Araújo, destacou que o encontro entre Saidiya Hartman e Eliana Alves Cruz representa um diálogo importante entre visões de mundo distintas sobre memória e ancestralidade, no mês das celebrações do Dia da Consciência Negra.

“O Museu do Amanhã busca promover o diálogo e ampliar o debate sobre as questões raciais em diversas programações e atividades realizadas ao longo do ano. É uma honra poder trazer, no mês em que é celebrado o Dia da Consciência Negra, Saidiya Hartman e Eliana Alves Cruz para nos presentear com suas visões sobre memória e ancestralidade, revelando a potência da multiplicidade de vozes que formam a nossa sociedade”, afirmou Luis Araújo.

Saidiya Hartman terá uma agenda cheia no Rio de Janeiro. Antes do debate, a americana visitará o território da Pequena África, percorrendo o Cais do Valongo, o Instituto Pretos Novos e o Museu da História e Cultura Afro-brasileira (MUHCAB). A escritora também visitará a exposição “Um Defeito de Cor”, em cartaz no Museu de Arte do Rio (MAR), além de se encontrar com lideranças negras para discutir a pauta antirracista e a luta contra as desigualdades.

Saidiya Hartman foi convidada especial da FLIP de 2022. Entre os seus trabalhos de maior destaque estão os livros “Perder a mãe – Uma jornada pela rota atlântica da escravidão” e “Vidas rebeldes, belos experimentos”.

A mesa redonda terá transmissão ao vivo pelo Youtube do Museu do Amanhã e contará com tradução simultânea Inglês/Português. Ao final do evento haverá uma sessão de autógrafos.

Para participar presencialmente, o interessado deve se inscrever pelo site da Eventim (https://www.eventim.com.br/).

O evento é uma realização do Museu do Amanhã com o apoio do Consulado Geral dos Estados Unidos da América e do Instituto Ibirapitanga. As editoras Bazar do Tempo, Crocodilo e Fósforo também são parceiras na realização do encontro.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui