Museu Rio Memórias lança Mapa Interativo e quatro novas galerias que contam a história da cidade

Ferramenta que ajuda os cariocas e turistas a conhecer mais sobre a história do Rio completa três anos em agosto

Vista do Rio de Janeiro tirada do Palácio de São Cristóvão [detalhe], Friedrich Salathé, c.1840,

O Museu Virtual Rio Memórias, inaugurado em agosto de 2019, lança hoje (25/05) o Mapa Interativo, que apresenta 59 pontos de interesse histórico distribuídos pela cidade. A ferramenta ajudará o visitante a descobrir, in loco, os detalhes mais interessantes de parte dos locais históricos e pontos de interesse mais conhecidos do Rio.

Com mais de 100 mil visitantes no site em três anos de existência, o  Rio Memórias inaugura, também nesta quarta-feira, quatro galerias virtuais que ampliam o seu acervo online e se somam às oito salas existentes.

O acesso é totalmente gratuito e o conteúdo está disponível em celulares, tablets e computadores, a qualquer momento.

O Mapa Interativo Rio Memórias propicia a quem quer conhecer um pouco mais da história do Rio de Janeiro a oportunidade de caminhar por suas ruas, vielas e avenidas. Ali o usuário encontra informações sobre 59 pontos históricos e culturais da cidade, que podem auxiliar em pesquisas e também na programação de passeios, melhorando a qualidade das visitas a esses locais.

O visitante ou pesquisador poderá estudar os locais na rua ou antes de sair de casa. Se estiver a pé e se deparar com algum edifício histórico ou ponto relevante da cidade, basta clicar no ícone e saberá, por exemplo, se ainda está em atividade ou se já desapareceu. O mapa tem integração com o Google Maps, o que facilita a chegada do usuário até o ponto de interesse, oferecendo uma visão do local por meio do Street View.

A função de geolocalização está disponível. Assim, ao passar por algum dos 59 lugares relevantes registrados no site do Rio Memórias, como a Central do Brasil, o Cassino da Urca ou o Palácio Monroe, todas as informações ficam automaticamente disponíveis não só em textos, mas também em áudios, fotos e vídeos.

Galerias

A galeria Rio na Independência relata a importância da cidade no processo de independência do Brasil, há 200 anos.

Já a Rio Literário traz um painel da literatura carioca, mostrando como a cidade foi vista por seus escritores, poetas, cronistas, contistas e viajantes, no início do século 20. Com curadoria de Fred Coelho, a galeria aborda também escritores nascidos no Rio, como Machado de Assis, e aqueles que fizeram da cidade seu lar, como o mineiro Carlos Drummond de Andrade e o pernambucano Manuel Bandeira.

A relação do Rio de Janeiro com a escrita literária é marcada por encontros em cafés, livrarias, saraus, academias, revistas e redações de jornais. A galeria aborda ainda outras formas de fazer literatura por meio de uma diversidade de autores de diferentes regiões do país.

As galerias Rio Cultural e Rio Religioso dão apoio ao Mapa Interativo porque incluem os pontos históricos relacionados às atividades culturais e religiosas que estão na ferramenta, explicou Lívia Baião. As duas galerias trazem destaques da cena cultural e da vida de fé, em suas diferentes crenças, ao longo dos tempos. Ambas as galerias foram organizadas e montadas com o acervo do próprio museu que vinha sendo disponibilizado nas redes e agora também integram o site.

A Rio Cultural reúne da arte sacra à contemporânea. O Rio de Janeiro concentra mais de 50 museus que narram as histórias do município e seu patrimônio, sob diferentes abordagens e a partir de diversas linguagens. Nesta sala, é relatado um pouco da história de algumas dessas instituições, como os museus de Arte Moderna, do Folclore, Nacional e de Belas Artes.

A galeria Rio Religioso reúne igrejas, conventos, centros espíritas, terreiros de candomblé e de umbanda, mesquitas e sinagogas, que também compõem a paisagem do Rio de Janeiro, cidade que, apesar de episódios de preconceito religioso, historicamente convive com a diversidade de crenças, lembrou a idealizadora do museu virtual.

Em agosto, quando o projeto completa três anos, serão lançadas mais duas galerias e haverá a terceira temporada de podcasts (conteúdos em áudio) com o tema Rio Cidade em Transformação. Será narrada a formação da cidade, com suas ruas, principais edifícios, praças, locais públicos.

Todo o conteúdo das galerias do museu é produzido por pesquisadores e historiadores do Departamento de História da PUC-RJ e da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui