Musica no Museu é Patrimonio Cultural Imaterial do Rio de Janeiro

Considerado pelo Rank Brasil como a maior série de musica clássica do país, o projeto já reuniu um público superior a um milhão de pessoas

Foto: Música no Museu 2018/ Divulgação

O projeto Música no Museu, iniciado em 1997 e que comemora 25 anos em 2022, recebeu o titulo de Patrimônio Cultural Imaterial do Rio de Janeiro. Considerado pelo Rank Brasil, a versão brasileira do Guinness Book, como a maior série de musica clássica do país, já reuniu um público superior a um milhão de pessoas que assiste os seus concertos gratuitos.

A proposta dos Vereadores Atila Nunes, Laura Carneiro, Chico Alencar e Carlo Caiado, como presidente e que assinou o ato, destacou que, com sua programação de Norte a Sul do Brasil, o projeto estimula a participação de jovens talentos e o surgimento de iniciativas de inclusão social em comunidades por meio da música.

Os vereadores enfatizaram que o projeto renova o panorama da musica clássica ao realizar concertos de janeiro a dezembro, sem interrupção, e lembram que, com o concurso jovens músicos, já levou nove músicos para cursos de Mestrado e Doutorado na centenária James Madison University no estado da Virginia, nos Estados Unidos.

Durante toda a sua trajetória, iniciada em 1997, o projeto Música no Museu recebeu 30 prêmios nacionais e internacionais, entre os quais, a Ordem do Mérito Cultural, Golfinho de Ouro, Ordem do Mérito Carioca, Urbanidades do IAB, Mérito da Justiça e o Prêmio Heloneida Studart concedido pela Assembleia Legislativa (Alerj). Entre os  internacionais, destacam-se o Cultura Viva, da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). o Latin American Quality Awards, em Buenos Aires, o Cultura Viva, em Madri, e o Excelência em Cultura, em Lisboa.

O programa completo do projeto está no site www.musicanomuseu.com.br

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui