Música no Museu se torna Patrimônio Cultural do Rio

O mérito foi concedido ao projeto pela Câmara Municipal do Rio de Janeiro por ser considerado como a maior série de música clássica do país

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Divulgação

O Música no Museu foi declarado Patrimônio Cultural Imaterial do Rio de Janeiro em 2022, quando completa 25 anos. O mérito foi concedido ao projeto pela Câmara Municipal do Rio de Janeiro por ser “considerado pelo Rank Brasil, a versão brasileira do Guinness Book, como a maior série de música clássica do país”.

Os vereadores também justificam a honraria destacando que “o Música no Museu registra um público superior a 1 milhão de pessoas que assistem aos seus concertos gratuitos.”

A proposta dos vereadores Chico Alencar, Carlos Caiado e Átila Nunes, que se tornou lei neste mês de setembro, diz ainda que a programação de Norte a Sul do Brasil estimula a participação de jovens talentos e de iniciativas de projetos de inclusão social através da música desenvolvidos em comunidades.

Sérgio Costa, diretor do projeto, ressalta que a iniciativa “é um presente e uma surpresa muito gratificante que poucas entidades possuem. Agora fazemos parte ao lado Orquestra Sinfônica Brasileira dessa galhardia.”

Advertisement

Leia também

Águas do Rio alega não saber sobre situação da Cedae mas presidente foi diretor da empresa – Bastidores do Rio

Antiga garagem da Silveira Martins é vendida por R$19,7 milhões a incorporadora

Por toda sua trajetória desde 1997, recebeu 30 prêmios nacionais e internacionais, entre eles a Ordem do Mérito Cultural, Golfinho de Ouro, Ordem do Mérito Carioca, Urbanidades do IAB, Mérito da Justiça e o Prêmio Heloneida Studart concedido pela Alerj. E os internacionais Cultura Viva, da Unesco, Latin American Quality Awards (PUC em Buenos Aires), Cultura Viva em Madrid e Excelência em Cultura em Lisboa.

Programação do Música no Museu 2022

O Música no Museu dá continuidade à sua programação 2022 em homenagem aos 200 Anos da Independência do Brasil. A data está sendo celebrada com concerto.  

Nesta quinta-feira (23/09), ao meio-dia e meia, no Museu da Vida, o recital será com Raphael dos Santos (violão). Participação especial, de Caca Guifer (flauta transversa e sax soprano) e de Ronaldo Justo (cavaquinho). No programa, músicas brasileiras e internacionais. O Museu fica na Avenida Brasil 4365, no Centro de Recepção, Manguinhos.

Já no sábado (24/09), às seis horas, no Palácio São Clemente – Consulado de Portugal, será apresentado o Sarau da Independência, com Adriana Kellner, Cecilia Guimaraes, Fernanda Cruz, Maria Helena de Andrade, pianos. Direção Artistica: Maria Helena de Andrade. O Palácio fica na Rua São Clemente 424, em Botafogo.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Música no Museu se torna Patrimônio Cultural do Rio

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui