Não há vácuo na política – Bastidores do Rio

Pesquisa Prefab ara Prefeito do Rio na rua; Marcos Paulo cria meses coloridos para os pets; Rio Minho passa abrir aos sábados; um condomínio em pé de guerra em Botafogo

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Daniel Martins/Diário do Rio

Na rua
Será realizada nesta segunda-feira, 6/10, a última pesquisa quantitativa do Instituto Prefab Future em 2023 para medir a intenção de voto para a Prefeitura do Rio de Janeiro.

Vereador Colorido
O vereador Marcos Paulo apresentou vários Projetos de Lei para incluir no Calendário Oficial cores de meses para os animais, com exceção do mês de dezembro.

Vereador Colorido II
O primeiro projeto é chamado Janeiro Branco Animal, que busca conscientizar sobre a importância da saúde mental, emocional e bem-estar. O último projeto é Novembro Azul Animal, voltado para promover a prevenção do câncer de próstata em animais.

Vácuo
No lançamento da rota Rio-Roma da ITA Airways, a estrela da Prefeitura do Rio foi o secretário de Desenvolvimento Econômico, Chicão Bulhões, e não a Secretaria de Turismo, Dani Maia.

Advertisement

Vácuo II
Quem trabalha no meio sabe que na política não há vácuo.

Vácuo III
E do jeito que Chicão anda engolindo secretarias, é capaz do Turismo cair no bolso dele, logo logo.

Aos sábados
O maravilhoso, tradicional e restaurante mais antigo do Rio no mesmo endereço, o Rio Minho, passa a funcionar também aos sábados.

Aos sábados II
A Pequena Lisboa no Centro do Rio tem ficado movimentada aos sábados, com ruas e restaurantes lotados.

Pega mal…
Eduardo Paes anunciou que irá colocar um telão na Cinelândia para a torcida tricolor assistir ao jogo de sábado. Em uma rede social, lá foi o Subprefeito Tricolor Flávio Valle agradecer, dando a entender que tinha articulado para tal.

Pegou mal… II
Mas quem aparece no vídeo ao lado do Prefeito são os irmãos tricolores Carlo e Cláudio Caiado. Presidente da Câmara Municipal e Deputado Estadual, respectivamente, e, claro, os verdadeiros pais da autorização do bendito telão.

Em pé de guerra
Um condomínio chique em Botafogo, recém-inaugurado, com vista de tirar o fôlego, está em guerra para destituir a síndica.

Em pé de guerra II
Até aí não seria nada de novo, só que a convenção obriga que o síndico seja escolhido pelo Opportunity, incorporadora que ergueu o edifício, por cinco anos.

Em pé de guerra III
Condôminos a favor da síndica prometem uma guerra de limiares pela próxima meia década.

Em pé de guerra IV
Um morador, ouvido sob a condição de anonimato, afirma que “O empreendimento é novo, muito grande, mesmo com todos os problemas que são normais em condomínios recém instalados, ele vem sendo muito bem administrado. Me parece que muitos dos condôminos, ao comprarem suas unidades, esqueceram ou não quiseram ler a convenção de condomínio. Insatisfeitos com a convenção do condomínio, em especial a divisão do pagamento do condomínio, como não podem alterar a convenção, uma vez que a lei exige quórum de 2/3 de todos os moradores para alterá-la – o que eles não vão conseguir, tentam forçar a síndica descumprir a convenção ou, pelo menos, destituí-la. É um absurdo!

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Não há vácuo na política - Bastidores do Rio
Advertisement

2 COMENTÁRIOS

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui