Nem mesmo Pablo Marçal: A mansão mais cara do Rio é inalcançável

Até figuras de alta visibilidade e sucesso financeiro não conseguiriam arcar com tal aquisição. Localizada no Condomínio Jardim Pernambuco, no Leblon, a mansão está avaliada em R$ 220 milhões

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp

Uma das propriedades mais exclusivas e caras do Brasil, localizada no prestigiado Condomínio Jardim Pernambuco, no Alto Leblon, está à venda por impressionantes R$ 220 milhões. O valor astronômico faz com que a mansão seja não apenas a mais cara do Rio, mas também do país. Mesmo figuras de alta visibilidade e sucesso financeiro, como o empresário e coach Pablo Marçal, não conseguiriam arcar com tal aquisição.

Pablo Marçal, que se destacou por sua candidatura à presidência da República em 2022 pelo PROS, surpreendeu ao declarar um patrimônio de quase R$ 96 milhões. Recentemente, ele anunciou sua candidatura à prefeitura de São Paulo pelo PRTB e está em negociação com várias legendas, incluindo o PL do ex-presidente Jair Bolsonaro.

O imóvel, que pertenceu ao dono dos antigos supermercados Disco, é uma verdadeira joia arquitetônica. Com um terreno de 10 mil metros quadrados e uma área construída de 2,5 mil metros quadrados, a casa possui seis suítes, 18 banheiros, diversas salas, uma biblioteca, uma sauna, uma área de lazer completa com churrasqueira, uma piscina semiolímpica, 15 vagas de garagem e até um heliponto, tudo em um jardim projetado por Burle Marx.

Advertisement

Jardim Pernambuco

Localizado no bairro mais cobiçado do Rio, o Leblon, o Condomínio Jardim Pernambuco oferece não só luxo, mas também segurança e privacidade. O condomínio é vigiado 24 horas por dia, com cancelas em todas as ruas e serviços exclusivos de limpeza e manutenção. O refúgio de elite está a apenas cinco minutos a pé da praia, proporcionando aos seus moradores o melhor que a cidade tem a oferecer. Ali, não moram novos ricos que ascenderam recentemente e sentem a necessidade de ostentar com toques de “mau gosto”. Os residentes são pessoas ricas de berço, culturalmente refinadas e altamente influentes nos mercados cultural, empresarial e político do Rio há décadas.

img 8635 Nem mesmo Pablo Marçal: A mansão mais cara do Rio é inalcançável
Condomínio Jardim Pernambuco

Quem é Pablo Marçal?

img 8642 1 Nem mesmo Pablo Marçal: A mansão mais cara do Rio é inalcançável
Foto: Reprodução

Pablo Marçal, apesar de gostar de exibir sua fortuna, ainda não possui o suficiente para adquirir o imóvel mais caro do país. “O call center que se tornou mentor de 10 milhões de brasileiros” como se entitula no Instagram, tem uma trajetória marcada por sua atuação como empresário, palestrante, escritor de autoajuda e influenciador digital, com mais de 10,2 milhões de seguidores. Nascido em Goiânia, ele é proprietário da empresa Plataforma Internacional e tentou se candidatar à presidência pelo PROS em 2022, mas teve sua candidatura retirada pelo próprio partido por baixa intenção de voto.

A situação faz com que muitos se perguntem: quem realmente tem o poder financeiro para comprar a casa mais cara do Brasil? Até o momento, a exclusividade e o alto valor do imóvel continuam a impressionar e a alimentar a curiosidade dos cariocas e do mercado imobiliário de luxo. A mansão do Alto Leblon não é apenas uma residência, mas um símbolo de uma riqueza e exclusividade que poucos conseguem alcançar. E, ao que parece, nem mesmo os mais bem-sucedidos empresários conseguem chegar a este nível de exclusividade.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Nem mesmo Pablo Marçal: A mansão mais cara do Rio é inalcançável
Advertisement

3 COMENTÁRIOS

  1. “Os residentes são pessoas ricas de berço, culturalmente refinadas e altamente influentes nos mercados cultural, empresarial e político do Rio há décadas”.
    Os maiores crimes da história foram cometidos por aqueles com pedigree, assim como os maiores crimes contra o Rio.
    E desde quando alguém é mal educado ou tem mal gosto por ser pobre? Já viu um desses bailes da “alta sociedade” o show de horrores que é o bom gosto?
    Essa propaganda do imóvel é a oferta descarada para um comprador desejado, cujo bom gosto e educação são irrepreensíveis, foi o ápice da falta de vergonha na cara disfarçada de jornalismo.
    Como diz um dos mais notáveis personagens de Shakespeare: “O horror, o horror, o horror…”
    PS: O jornalista conhece as obras de Shakespeare para identificar o trecho sem esforço, certamente. Poderia ter usado Machado, mas poderia ser acusado de tentativa de homicídio intelectual.

  2. Essa casa é linda, e o quintal é maravilhoso! Mas o valor pra essa cidade é sem noção!
    Só um gringo pra comprar isso, que ganhe em dólar…

  3. A pergunta que não quer calar:
    Quanto o site levou pra fazer propaganda gratuita do coach que tem ficha policial mais suja que pau de galinheiro? Esqueceram de citar isso na parte que vcs “babam o ovo” do ex condenado.
    Porque não tem a menor ideia do porquê misturaram a venda da mansão com um pseudo famoso, rico da última hora, cheio de controvérsias, até porque na sua própria matéria, diz que morar no condomínio não é para “novo rico”, só família tradicional é que tem residência lá. Porque então colocar esse cara pra “enaltecer” o valor da casa, quando vcs mesmo dizem que ele não teria condições…. E o tipo de “matéria paga” onde inventa um artigo pra na verdade fazer apologia à outra coisa.
    Realmente, dá vontade de parar de seguir e de ler as coisas que vcs colocam como matéria jornalística….

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui