Niterói e Maricá registram menor taxa de mortes violentas em 20 anos

De janeiro a setembro deste ano, os policiais militares do 12° Batalhão da Polícia Militar (BPM) de Niterói, efetuaram 688 prisões de criminosos e retiraram 193 armas de fogo de circulação, segundo dados do ISP

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
(Foto: Carlos Magno)

Cinco índices de criminalidade em Niterói e Maricá, cidades da região metropolitana do Rio, apresentaram o menor valor para o acumulado desde o início da série histórica, em 2003. De acordo com o Instituto de Segurança Pública (ISP), responsável por divulgar os números relativos à segurança, os indicadores estratégicos apontam redução da criminalidade nos municípios na comparação entre os primeiros sete meses de 2023, com o mesmo período de 2022. Letalidade violenta, homicídio doloso (intencional), roubo de rua e de veículos, além de roubo a estabelecimento comercial, apresentaram o melhor resultado desde 2003.

Nos primeiros sete meses deste ano, os crimes contra a vida apresentaram reduções históricas. Letalidade violenta, que engloba homicídio doloso, latrocínio e lesão corporal seguida de morte, obteve queda de 9,4%, esse foi o menor valor para o acumulado desde o início da série histórica, em 2003. Já homicídio doloso teve redução de 22%.

Roubo de rua e de veículos também entraram para o grupo de diminuições históricas, com queda de 4,4% e 30,8%, respectivamente. De janeiro a julho de 2023, na comparação com o mesmo período do ano passado, os roubos a estabelecimento comercial diminuíram 24,1%.

Outros índices que se destacam são os de prisão em flagrante e apreensão de drogas. As prisões em flagrante aumentaram 23,1%- maior valor para o acumulado desde o início da série histórica, em 2006. Já as apreensões de drogas, 13,1%. Recuperação de veículos e apreensão de armas aumentaram 28,1% e 39,1%, respectivamente.

Advertisement

“Graças a um trabalho integrado das polícias Civil e Militar, estamos alcançando resultados históricos. Os números mostram que nossos investimentos em policiamento, tecnologia de ponta e treinamento, estão impactando positivamente na redução da violência”, declarou o governador Cláudio Castro.

Policiamento na região

De janeiro a setembro deste ano, os policiais militares do 12° Batalhão da Polícia Militar (BPM) de Niterói, efetuaram 688 prisões de criminosos e retiraram 193 armas de fogo de circulação- 136 pistolas, 23 revólveres, 10 fuzis e outros 24 armamentos.

Segundo o Poder Público, com ações de patrulhamento ostensivo e abordagem cidadã, a Operação Niterói Presente já reduziu em 50% a soma total dos delitos de roubos de veículos, nos primeiros sete meses deste ano.

“Observamos uma queda progressiva nos índices de criminalidade de Niterói e muito se deve à extensão do horário de policiamento do Segurança Presente. Nos pontos de maior concentração de pessoas, atendemos até 2h da madrugada e começamos por volta das 5 horas. Um ajuste da equipe a partir da necessidade da população fez toda diferença e, agora, estamos diante de bons resultados. Mas seguimos de olho para melhorar ainda mais“, informa o Secretário de Estado de Governo, Bernardo Rossi.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Niterói e Maricá registram menor taxa de mortes violentas em 20 anos
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui