No Dia Nacional da Diabetes, Secretaria de Saúde do Rio reforça a importância do tratamento

A rede pública de saúde oferece o diagnóstico e o tratamento adequado com os medicamentos necessários

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Reprodução

No Dia Nacional de Diabetes, celebrado nesta segunda-feira (26/06) a Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro (SMS) reforça a importância do tratamento para prevenir complicações do quadro, visto que, no município, até maio deste ano, mais de 230 mil pessoas foram cadastradas com diagnóstico de diabetes mellitus nas clínicas da família e nos centros municipais de saúde.

A doença, considerada crônica, é causada pela produção insuficiente de insulina pelo organismo, hormônio regulador da glicose no sangue. Ela pode ser do tipo 1, tipo 2 e gestacional. A primeira é mais recorrente em crianças e adolescentes, devido à não produção de insulina que ocasiona o aumento do açúcar no sangue. A segunda é a categoria mais frequente, especialmente, em adultos com excesso de peso e sedentarismo. A terceira pode afetar de 3% a 25% de todas as gestações. Outros casos ocorrem de forma secundária a outras enfermidades, como por exemplo a pancreatite.

A SMS oferta consultas, exames, atividades educativas e medicamentos para a promoção da qualidade de vida da população. A médica de família e comunidade Amanda Pimentel, da Clínica da Família Izabel dos Santos alerta para a importância de se estar atento aos sintomas centrais do surgimento da diabetes tipo 1 e tipo 2. “O paciente apresenta sensação de sede e fome persistentes, além do aumento do volume urinário. Também podem ocorrer perda de peso, visão embaçada, formigamento nas mãos e pés, ressecamento da pele, entre outros sintomas”.

Ao final de 2022, mais de 185 mil cidadãos estavam registrados no programa da SMS. As unidades de saúde da cidade estão abastecidas e fornecem todos os medicamentos e insumos, como insulinas, seringas, remédios orais, aparelhos e tiras. A orientação é para que os pacientes apresentem um documento com foto e a receita para a retirada dos remédios. Caso não tenha a prescrição, é primordial passar por um atendimento.

Advertisement

“O Dia Nacional de Diabetes é essencial para alertar sobre o tratamento adequado da doença e a prevenção de sequelas que podem ser causadas por ela. Precisamos também estar atentos à necessidade de se alimentar de forma saudável e de praticar regularmente atividade física”, recomenda a médica de família e comunidade.

O município conta com 237 unidades de Atenção Primária, que funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, algumas funcionam com horário estendido e aos sábados. Para encontrar a unidade mais próxima de sua residência, basta acessar a plataforma Onde Ser Atendido (https://prefeitura.rio/ondeseratendido).

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp No Dia Nacional da Diabetes, Secretaria de Saúde do Rio reforça a importância do tratamento
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui