O futuro chegou. Robôs limpam banheiro em tecnologia criada por empresa carioca

A inovação gerada para ser aplicada no setor de Facilities favorece a automação de processos. Através de sistemas integrados e sensores inteligentes, é possível monitorar e controlar remotamente diversos aspectos do ambiente

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Robô Tito sendo programado pela equipe de inovação da PD7 Tech

Imagine você entrar em um banheiro e encontrar um robô fazendo a limpeza. Imaginou? Graças a tecnologia e a tão falada inteligência artificial, essa cena já é uma realidade em muitas empresas. Na busca pela otimização dos recursos e inteligência operacional, grandes corporações estão instalando micro sensores de vazão que percebem o consumo de água e associam a quantidade de pessoas em uso. Ao invés do profissional de faxina limpar o banheiro diversas vezes ao dia, por exemplo, o equipamento robótico limpa o piso e avisa a central. Essa otimização de processos torna o ambiente mais inteligente e sustentável, o que significa uma economia de mais de 20% ao mês, segundo a empresa PD7 Tech, especialista no setor de obras, manutenção e tecnologia. Com sede no Rio de Janeiro e soluções que vão além do tradicional, o CEO Paulo Duarte comemora. Nos últimos dois anos, a empresa mais que dobrou de tamanho. Passou de 180 funcionários para 407.

“As empresas estão reconhecendo a importância de investir em tecnologia para melhorar a eficiência de suas operações de Facilities. Seja na gestão de edifícios corporativos, manutenção predial, segurança ou gerenciamento de serviços, a tecnologia tem se mostrado um diferencial competitivo”, diz Duarte, que tem em seu portfólio mais de 400 empresas já atendidas, entre elas, Nubank, Petrobras, Iguá Saneamento, Boeing, Sulamérica Seguros, 99, entre outras.

Tanto sucesso se explica. A inovação gerada para ser aplicada no setor de Facilities favorece a automação de processos. Através de sistemas integrados e sensores inteligentes, é possível monitorar e controlar remotamente diversos aspectos do ambiente, como iluminação, climatização, consumo de energia, segurança e acesso. Isso proporciona uma gestão mais eficiente e reduz custos operacionais, além de contribuir para a sustentabilidade, através do uso mais racional dos recursos.

A segurança é outra área que se beneficia da tecnologia. Sistemas avançados de controle de acesso, monitoramento por vídeo e reconhecimento facial contribuem para a proteção de pessoas e bens, reduzindo riscos e aumentando a eficácia da segurança.

Advertisement

Nesse contexto, o App 7 Home, criado também pela PD7 Tech, gerencia entradas e saídas de condomínios através de leitura facial. Em tempo real e com uso da tecnologia, o software reconhece todas as informações no App e, integrado ao equipamento facial, realiza as liberações com segurança, dentro do dia e horário definidos pelo usuário. Isso significa que, com o aplicativo, de qualquer lugar do mundo, o proprietário pode liberar seus visitantes previamente por meio de chave inteligente enviada via WhatsApp ou SMS. 

A Internet das Coisas (IoT) tem desempenhado um papel crucial também nessa transformação. Com a conectividade entre dispositivos, é possível coletar dados em tempo real e utilizá-los para tomar decisões mais assertivas. Por exemplo, sensores de ocupação podem identificar espaços vazios em um edifício e ajustar automaticamente a iluminação e a climatização, reduzindo o consumo de energia desnecessário.

paulo duarte 1 O futuro chegou. Robôs limpam banheiro em tecnologia criada por empresa carioca
CEO da PD7 Tech Paulo Duarte

Cada vez mais novas soluções estão surgindo, como softwares de gerenciamento de ativos, plataformas de gestão de manutenção assistida por computador (CMMS) e sistemas de monitoramento preditivo. Essas ferramentas permitem uma visão mais abrangente dos processos e facilitam a tomada de decisões baseada em dados, evitando falhas e minimizando paralisações.

A realidade aumentada (AR) também está ganhando espaço no setor de Facilities. Com o uso de dispositivos como óculos inteligentes, os técnicos podem receber informações em tempo real sobre equipamentos e sistemas, facilitando a manutenção e o reparo. Além disso, a AR pode ser utilizada para treinamento de funcionários, proporcionando uma forma imersiva e interativa de aprendizado.

No entanto, é importante ressaltar que a implementação da tecnologia no setor de Facilities requer um planejamento adequado e investimentos significativos. É necessário considerar questões como segurança de dados, integração de sistemas e treinamento dos profissionais envolvidos.

“As empresas que investem nesse segmento colhem benefícios como redução de custos, melhorias na qualidade dos serviços e um ambiente mais inteligente. A modernização do Facilities é um caminho sem volta, e aqueles que adotam a tecnologia de forma estratégica têm uma vantagem competitiva significativa no mercado atual”, explica Duarte.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp O futuro chegou. Robôs limpam banheiro em tecnologia criada por empresa carioca
Renata Granchi
Renata Granchi é jornalista e publicitária com mestrado em psicologia. Passou pela TV Manchete, TV Globo, Record TV, TV Escola e Jornal do Brasil. Escreveu dois livros didáticos e atualmente é diretora do Diário do Rio. Em paralelo, presta consultoria em comunicação e marketing para empresas do trade.
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui