Obras do estado encontram materiais arqueológicos na Cidade Nova

Durante as escavações das obras do Trecho 1 do Coletor Tronco Cidade Nova, do Programa de Saneamento dos Municípios do entorno da Baía de Guanabara (PSAM), as equipes encontraram materiais arqueológicos. No total, foram recuperados 767 fragmentos.

Entre os achados estavam fragmentos de vasilhames de cerâmica, pesos de rede, garrafas grès (usadas para armazenagens e transporte de líquidos), garrafas de vidro (vinho, champanhe e tinteiro), pratos, potes e terrinas (sopeiras) em faianças finas, potes de porcelana oriental, ossos de bois, ferraduras, uma base de ferro de passar roupa (de metal), além de materiais construtivos como fragmentos de telha de louça, dos séculos XVIII e XIX, muitos deles de origens ibérica, alemã e/ou inglesa. Do total de fragmentos, 297 foram encontrados na Rua São Cristóvão, esquina com a Praça Mário Nazaré.

Todo o material foi levado para o Laboratório de Arqueologia Casa de Pedra/Museu Nacional-UFRJ, que é a instituição de guarda aprovada pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). Os resultados obtidos contribuíram para compreender o processo de ocupação da cidade do Rio de Janeiro, revelando informações sobre a dinâmica da cidade.

<

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here