Oktoberfest Downtown traz cervejas premiadas e lançamentos

Maior oktoberfest com entrada franca do Rio tem do melhor chope pilsen do Brasil a IPAs vendidas pela primeira vez em lata, além de 20 shows de rock e blues a música tradicional; encerramento terá final da Libertadores no telão

Com novidades e marcas premiadas e cervejarias consagradas, a Oktoberfest Downtown volta ao espaço mais aberto e acessível da Barra em nada menos que três fins de semana seguidos, de 14 a 29 de outubro, sempre com muita música e entrada franca.

Em oito datas, das 12h às 23h, a maior Oktoberfest gratuita do Rio reúne mais de dez das nossas principais cervejarias artesanais, de diversas cidades do Rio de Janeiro e de outros estados, como São Paulo e Minas Gerais, além de gastronomia variada, 20 shows – de rock a blues a música tradicional irlandesa e alemã – e até telão para assistir à final da Libertadores. O primeiro fim de semana terá festa na sexta (14) e no sábado (15). Os dois seguintes terão três dias, sempre de quinta a sábado.

Cervejarias consagradas

Odin, Paulistânia, Hocus Pocus, Antuérpia, Farra Bier, Labirinto, Máfia, Noi, Motim, Criatura Craft Beer e Three Monkeys estão entre as cervejarias que abastecerão a festa nas barracas em torno da Praça Central do Downtown. Além das torneiras de chope para servir, da leveza das lagers à força das IPAs e stouts, no local, on tap, as fabricantes também vendem grande variedade de cervejas e produtos acessórios para os visitantes levarem para casa.

Direto de Itaipava, em Petrópolis (RJ), a Odin faz no Downtown seu primeiro grande evento com suas duas primeiras latas: da Neipa (New England Ipa) e da Viking (Imperial Ipa). “Cervejas extremamente lupuladas, como são a New England Ipa e a Imperial Ipa, sofrem muito com a luminosidade. É um um efeito chamado ‘lightstruck’, que age sobre as moléculas, gerando uma alteração no aroma ou no sabor. Então, hoje há um padrão de mercado para que elas sejam comercializadas em latas, que têm maior proteção contra a luz”, explica Flávio Haas, da Odin – que já tem outros sete estilos de cerveja vendidos em garrafa.

De São Paulo, capital, a Paulistânia traz seu chope Marco Zero, de fabricação própria e vencedor, neste ano, do prêmio de melhor Pilsen do Brasil, pelo World Beer Awards. “Também traremos o chope Hofbräu, que deu origem à Oktoberfest em Munique, na Alemanha, o chope Erdinger Weiss e, pela primeira vez em eventos no Rio de Janeiro, estaremos com o chope Erdinger Dunkel, de trigo escuro,” acrescenta Guilherme Vohs, da Paulistânia, que também trabalha com cervejas de outros fabricantes.

Drinks e boa comida

Além das cervejas, a exposição etílica terá os drinks da Nusa Frozen e da 021 Batidas Premium. A gastronomia vai da Tasquinha do Portuga aos búrgueres da Vulcano. Como em toda boa oktoberfest, a comida alemã marca presença, com as salsichas, eisbeins, kasslers e muito mais da tradicional Adega do Pimenta, direto de Santa Teresa.

Rock, blues e música tradicional

Acima de tudo roqueira, a programação musical da Oktoberfest Downtown traz 20 shows gratuitos em suas oito tardes e noites de festa, além de discotecagem a cargo do DJ Elvis, que começa a tocar desde o horário de abertura, sempre às 12h.

O rock vai do clássico Analfa, com seus 40 anos de estrada ao Road Rock, que homenageou o Queen no último Downtown Cover. em janeiro. Passa ainda por décadas mais recentes, com Madame Beretta e California 55, em tributos de Arctic Monkeys e Red Hot Chilli Peppers ao punk pop californiano dos anos 90. Já The Canecutters mixam rock’n’roll com blues.

A música tradicional alemã aporta com as petropolitanas Bauernband e Spiel Und Charm e o folk irlandês vem com o Tailten, já presente no St. Patrick’s Downtown de março

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui