‘Mamãe me leva’, ‘gostosão’, ‘4 doidão’, ‘diabo verde’, entre outros: ônibus do Rio que ganharam apelidos

Dar apelidos para os veículos do transporte coletivo não é novidade entre nós, cariocas e fluminenses

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Caxias-Freguesia é uma das linhas mais apelidadas

Investindo em propaganda para anunciar melhorias no BRT, a Prefeitura do Rio lançou uma campanha que mostra apelidos para os novos ônibus amarelos que estão circulando pela cidade. Um enquete no Twitter escolheu a alcunha de “Abelhão” para os veículos. Dar apelidos para o transporte coletivo não é novidade entre nós, cariocas e fluminenses.

enquete 'Mamãe me leva', 'gostosão', '4 doidão', 'diabo verde', entre outros: ônibus do Rio que ganharam apelidos

Contamos aqui no DIÁRIO DO RIO que ônibus de dois andares que circularam pelas vias da cidade no século passado ganharam o apelido de “chopes duplo”, em referência à popular bebida.

12237 Chope duplo 'Mamãe me leva', 'gostosão', '4 doidão', 'diabo verde', entre outros: ônibus do Rio que ganharam apelidos

“Chope Duplo” na Lapa, perto da igreja de N.S. do Desterro

De acordo com matéria do jornal Extra de 2011, escrita por Marcelo Dias, o hábito de apelidar ônibus “surgiu em 1924, quando circulava no Rio um arremedo de coletivo montado num Ford T. Não demorou para ganhar o singelo nome de ‘mamãe me leva’. Dois anos depois veio o ‘jacaré’, pintado de verde e cinza”.

Advertisement

Leia também

Águas do Rio alega não saber sobre situação da Cedae mas presidente foi diretor da empresa – Bastidores do Rio

Antiga garagem da Silveira Martins é vendida por R$19,7 milhões a incorporadora

SERGIO CASTRO - A EMPRESA QUE RESOLVE, desde 1949
Com mais de meio século de tradição no mercado imobiliário do Rio de Janeiro, a Sergio Castro Imóveis – a empresa que resolve contribui para a valorização da cultura carioca

Durante a Segunda Guerra Mundial, em 1939, por conta da escassez de peças, surgia o ancestral comum a ônibus e vans: o “lagosta”. Em 1947, chegou ao Rio o americano Twin Coach, da General Motors. Esse passou a ser chamado de “gostosão“.

A moda nunca parou e ônibus mais contemporâneos continuaram e continuam a receber apelidos. O famoso Caxias-Freguesia, que também já foi tema de matéria aqui no DIÁRIO, tem vários nomes alternativos. Entre eles: diabo verde.

O 422 é conhecido como “4 doidão”. A linha 348 é chamada de “três-quarto-louco”. A 639 é meia-três-morte”. Já o ônibus 918 é “9 desgosto”. Também há o 410, “quatrocentos e dead” (morte em inglês). E alguns outros apelidos. Certas linhas sumiram, mudaram itinerário, mas as acunhas seguem por aí. Vocês lembram de mais algumas, passageiros leitores?

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp 'Mamãe me leva', 'gostosão', '4 doidão', 'diabo verde', entre outros: ônibus do Rio que ganharam apelidos

Advertisement

45 COMENTÁRIOS

  1. Os ônibus da CTC tinham vários apelidos. Tinham os “Azulões” devido a cor azul marinho, ou então eram os “Cata-Cornos”. Os elétricos, devido às duas catenárias ligando os ônibus à fiação eram os “Chifrudos”. O “Meia-Bicha” (624) também era famoso.

    Durante uma época, as empresas de ônibus do Rio inventaram de colocar a roleta na parte de trás, logo depois dos degraus de entrada (na época se entrava pela porta traseira. Logo ganharam o apelido de “Mata o Velho”, bordão de um personagem do Brandão Filho no programa Viva o Gordo do Jô Soares, também da mesma época.

  2. Esqueceu de mencionar o “Frescão”, tarifas que até hoje circulam pela cidade; aliás, caríssimos e em péssimas condições! A propósito como a prefeitura regula o preço absurdo das passagens destes coletivos? Eu vejo vários rodando, com vários preços, chegando a ser quatro vezes mais caro que o de uma tarifa modal!

  3. Eu costumava chamar o 759 (Coelho Neto x Cesarão) de “fantasmão”, pois além de demorar pra aparecer, sempre vinha com o letreiro apagado e num estado tão precário (com direito a assoalho quebrado), que era assustador! rs

  4. as Linhas 614 Usina x Largo da 2a feira – circular e 616 Usina x Rio Comprido – circular, na época os estudantes a chamavam de ‘cata mendigo’, a tarifa era mais barata e parava até fora dos pontos. ?

  5. Vs esquecerão do 782 que era apelidado de a onde eu vou ele passa. Apelido dado pelo fato de o itinerário dele ser tão confuso e passar eu vairios bairros sem nenhuma lógica.

  6. os Onibus da empresa Transurb sao conhecidos como Transcolurb. Afalida Rubanil, é conhecida como Robamil, e a Madureira Candelaria era chamada de Madureira Esgalhada

  7. Faltou o apelido que serve para todos os ônibus. “Cata-corno”. Só zuando a própria desgraça que o povo segue em frente. Tem que fingir demência pra não começar uma guerra civil de tanto esculacho que a galera passa no busão.

  8. 629 é o meia vinte morte saens pena iraja
    561 caxias freguesia Viação Vera Cruz verdinha de caxias conhecida como diabo verde
    488 caxias usina da fabios conhecido como diabo marrom

    • 629 merece o apelido. Eu acho que não tem uma linha que passa em tantos lugares perigosos como o 629. Puts! Mangueira, jacare, complexo do alrmao, engenho da rainha, juramento….vixx

  9. Aqui em Niterói tem a linha 42, que está cada vez pior por falta de ônibus, que leva a alcunha de busidoso ou escolar, pois todo tempo só tem velho ou estudante do Liceu da Amaral Peixoto.

  10. Em Duque de Caxias antigamente tinha a viação municipal que era conhecida como viação capeta os motoristas voavam e arrancavam pedaços das marquises, os caras eram brabos ???

  11. Tinha um ônibus na estação Alvorada que eu pegava pra ir em eventos no Riocentro que era apelidado de Kinder Ovo pois as cores eram iguais

  12. Também tinha a linha 202 (na época era Praça XV x Colégio Militar), era chamado de Cabeça de Bacalhau, porque as pessoas sabiam que existia, mas ninguém nunca via. Além de serem poucos carros rodando na linha, os motoristas cortavam caminho por fora do trajeto correto.

  13. A extinta empresa Estrela Azul tinha os ônibus laranjas, eram chamados de laranja voadora porque os ônibus das linhas 310 e 311 só andavam em alta velocidade.
    A extinta empresa Feital, operava a linha 756, se não me engano, era chamada de Fatal, devido ao estado precário dos ônibus.
    A antiga linha 998 (atual 760 D) era chamada de “Quase 1000” e a linha 624 era vítima de uma piada homofóbica (na época, era mais aceito pela sociedade), chamado de “meia bicha”.

  14. Antigamente o foco era o modelo dos coletivos. Havia um Mercedes-Benz apelidado de Sargento Garcia. Nos anos 70, os primeiros ônibus executivos com ar condicionado circulando pela cidade em linhas regulares foram chamados de frescão e o apelido dura até hoje. Atualmente, pela irreverência do carioca, apelidaram também as linhas dos ônibus modais, como descrito na matéria.

  15. Uma vez eu vi uma foto de um ônibs bem antigo que parecia ser caolha, pois o motorista conduzia em uma cabine isolada, dando tal aspecto ao veículo, o apelido dele era “Camões”.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui