Operação da Polícia Federal apreende 9 mil garrafas de vinho contrabandeadas no RJ

Produtos estão avaliados em cerca de R$ 3 milhões. Ação foi deflagrada em conjunto com a Receita Federal, policiais e servidores da Receita cumprem 18 mandados de busca e apreensão

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
(Foto: Divulgação)

A Polícia Federal realizou na manhã desta terça-feira, (4/4), as operações Bodegas, Estero, Perlage e Cédron, todas com o objetivo de desarticular esquema de comercialização de vinhos contrabandeados no Rio e em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Ao todo, foram aprrendidas 9 mil garrafas de vinhos, no valor estimado de R$ 3 milhões.

De acordo com as investigações, os vinhos ingressaram irregularmente no Brasil, sem a chancela e controle do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). A ação, que contou com cerca de 70 policiais federais e 50 servidores da Receita Federal, visa cumprir 17 mandados de busca e apreensão, expedidos pelos Juízos da 1ª, 2ª, 4ª e 5ª Varas Federais Criminais do Rio de Janeiro.

A investigação também constatou a disparidade de preços nos valores de venda dos vinhos ofertados pelas empresas investigadas e aqueles praticados pelo mercado, na desproporção correspondente, em média, a 50% (cinquenta por cento) do montante normalmente cobrado no mercado vinícola.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Operação da Polícia Federal apreende 9 mil garrafas de vinho contrabandeadas no RJ

Advertisement

Leia também

Rio terá observatórios para estudos climáticos; 1º será no Complexo do Alemão

Balão é ‘abatido’ antes de cair no Aeroporto do Galeão

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui