Operação interdita 4 postos de combustíveis irregulares em Niterói e São Gonçalo

Os postos visitados desrespeitavam interdição anterior e comercializavam metanol, substância proibida pela Agência Nacional do Petróleo (ANP)

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Divulgação

O Procon Estadual do Rio de Janeiro, a Agência Nacional do Petróleo (ANP) e a Delegacia de Defesa de Serviços Delegados (DDSD) retiram bombas de quatro postos de combustíveis em Niterói e São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, durante operação nesta terça-feira (29/08). Os estabelecimentos estavam desrespeitando interdição anterior e comercializavam combustível diferente do anunciado. Os frentistas dos postos foram levados à delegacia para prestarem depoimentos.

A operação ocorreu para apurar denúncias de que os estabelecimentos estariam funcionando mesmo após a interdição. Os postos visitados sofreram interdição porque comercializavam metanol, substância proibida de ser usada como combustível pela ANP pois pode afetar o funcionamento do veículo e pela alta toxicidade.

E além disso, os agentes verificaram postos sem qualquer documentação, gasolina fora das especificações, com quase 70% de etanol anidro em sua composição. Foi constatada a venda de etanol, como se fosse gasolina aditivada e substância não identificada pelos técnicos da ANP, mas com a presença de metanol, sendo comercializada como gasolina comum.

Desde o início das operações, cinco postos já foram autuados pela autarquia por estarem colocando em risco a saúde dos consumidores, além de induzirem o consumidor a erro por venderem produto diverso do anunciado. Os postos só serão liberados para funcionamento após comprovarem a regularização de todas as pendências aos órgãos fiscalizadores. A ANP solicitou a revogação da licença dos estabelecimentos.

Advertisement

Estamos realizando operações constantes visando combater a violação reiterada das interdições por esses postos de combustíveis e o comércio de combustíveis adulterados. Segundo a ANP, o uso de metanol nos combustíveis é proibido, além de ser uma substância tóxica, que põe em risco tanto a saúde dos consumidores como a dos próprios frentistas” explica o Presidente do Procon-RJ, Cássio Coelho.

E o consumidor que desejar fazer denúncia ou reclamação poderá acessar os canais de atendimentos disponíveis no site oficial da autarquia: www.procon.rj.gov.br

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Operação interdita 4 postos de combustíveis irregulares em Niterói e São Gonçalo
Advertisement

3 COMENTÁRIOS

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui