Operação Natal: Mais de 80 acidentes foram registrados em rodovias federais do RJ

O destaque negativo ficou para as ultrapassagens perigosas, que atingiram um recorde em comparação a 2022

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou nesta terça-feira (26/12), o balanço da operação Natal 2023, que ocorreu de 22 a 25 de dezembro nas rodovias federais do Rio de Janeiro. Durante as fiscalizações, foram registrados 83 acidentes, resultando em três mortos e 103 feridos. Em comparação com o mesmo período do ano anterior, houve um aumento significativo, já que a PRF registrou 56 acidentes e 71 feridos, sem óbito, em 2022.

O destaque negativo ficou para as ultrapassagens perigosas, que atingiram um recorde em comparação a 2022, totalizando 673 registros e 1.452 autuações. Ao longo dos quatro dias de abordagem policial, foram fiscalizados pelo menos 1.839 veículos, e 2.142 pessoas foram notificadas. A PRF também conduziu 196 testes de bafômetro, resultando em 37 pessoas autuadas.

O balanço completo da operação revela, além dos acidentes e ultrapassagens perigosas, diversas autuações relacionadas a infrações no trânsito, como condutores ou passageiros sem capacete, condutores sem cinto de segurança, passageiros sem cinto de segurança, crianças sem dispositivo de retenção e condutores manuseando celular.

Balanço da operação Natal 2023

  • Acidentes: 83
  • Feridos: 103
  • Mortos: 3
  • Autuações
  • Alcoolemia: 37
  • Condutor ou passageiro sem capacete: 134
  • Condutor sem cinto de segurança: 341
  • Passageiro sem cinto de segurança: 137
  • Criança sem dispositivo de retenção: 25
  • Condutor manuseando celular: 124
  • Ultrapassagens proibidas: 673
Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Operação Natal: Mais de 80 acidentes foram registrados em rodovias federais do RJ

Advertisement

Leia também

O futebol carioca fora da elite

Vacinação contra Dengue na capital inicia nesta sexta-feira para crianças de 10 anos

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui