Operação nesta sexta estoura cracolândia no Catete

Ao todo, 13 pessoas foram abordadas, todas elas com anotações criminais como furto, roubo, Lei Maria da Penha e venda de entorpecentes

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Operação de repressão à cracolândia no Catete - Foto: Divulgação

O Governo do Rio de Janeiro realizou, nesta sexta-feira (01/03), uma operação integrada de combate à cracolândia existente em frente ao Museu da República, no Catete, Zona Sul da capital fluminense.

A ação é uma determinação do governador Cláudio Castro e do secretário estadual de Governo, Bernardo Rossi. Ao todo, 13 pessoas foram abordadas. Todas elas tinham anotações criminais como furto, roubo, Lei Maria da Penha e venda de entorpecentes.

A operação teve como objetivo principal reprimir o consumo de drogas e a prática de delitos na região. Foram apreendidos diversos cachimbos de crack, trituradores de maconha, recipientes para armazenar substâncias ilícitas e objetos perfurocortantes.

”As pessoas têm o direito de ir e vir, mas, transitar pelas ruas não tem sido algo fácil em função das inúmeras abordagens. Elas se sentem acuadas pela maneira como os meliantes e usuários de drogas as interpelam. As ações preventivas nos bairros da Zona Sul do Rio estão cada vez mais intensificadas”, afirmou Marcelo Maywald, superintendente local.

Advertisement

Entre as vias percorridas estão as ruas do Catete, Andrade Pertence, Pedro Américo e Silveira Martins. A ação contou com o apoio, além da Superintendência da Zona Sul, de policiais militares do 2ºBPM (Botafogo) e agentes da Operação Segurança Presente da região.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Operação nesta sexta estoura cracolândia no Catete
Advertisement

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui