Rio tem 10 bares multados em operação contra a perturbação do sossego

Além das operações em bares e estabelecimentos, agentes da Secretaria de Ordem Pública também apreenderam facas, navalha artesanal e cachimbos em ações de ordenamento e acolhimento

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Divulgação

A “Operação Perturbação do Sossego” da Secretaria de Ordem Pública (SEOP), que ocorreu neste fim de semana, em diversos pontos da cidade do Rio de Janeiro, multou 10 estabelecimentos e realizou fiscalizações em 24. Bares em Botafogo e no Leblon foram alvos da operação. Além de ações em Copacabana, Ipanema e Jacarepaguá. Os agentes também inspecionaram o comércio da Praça São Salvador, no Flamengo e um estabelecimento em Todos os Santos, que é alvo constante de reclamação dos moradores. 

Desde o início do ano, a SEOP realizou 189 operações contra a perturbação do sossego e aplicou 82 multas a estabelecimentos que violaram as regras, arrecadando um total de R$ 485 mil. “Tivemos várias operações da Secretaria de Ordem Pública no final de semana, como de costume. De noite, com foco em coibir perturbação do sossego, por isso aplicação de multas para inibir o comerciante que desrespeita a coletividade”, afirma o Secretário, Brenno Carnevale

Outras Ações no Fim de Semana:

Neste fim de semana, agentes da SEOP também apreenderam uma bola inflável na praia. Já é a terceira apreensão realizada pelos agentes nas últimas semanas. Essa atividade é ilegal e perigosa, pois coloca o cliente em risco.

Advertisement

Leia também

Pedro Paulo cada vez mais certo como vice de Eduardo Paes – Bastidores do Rio

10 coisas que só quem anda de ônibus no RJ vai entender

Também foi realizadas ações de acolhimento e ordenamento em pontos de concentração de pessoas em situação de rua e de dependentes químicos, sendo apreendidos 53 itens, como facas, navalha artesanal, tesouras, marreta e cachimbos.

Desde o início das operações, com esse foco, em julho do ano passado, já foram apreendidas em toda a cidade 5.290 itens, sendo 904 facas, nove simulacros de arma de fogo, 862 itens perfuro cortantes, 1.569 materiais para o uso de drogas e 1.946 materiais diversos. Além disso, 8.246 pessoas em situação de rua, das 14.679 que foram abordadas, aceitaram o acolhimento.

“Lembrando também da importância das operações nas praias, seja na apreensão de mercadorias irregulares como garrafas de vidro, carrocinhas, estruturas que colocam em risco a segurança das pessoas, da coletividade, como também na prevenção de acidentes, como é o caso dessas atividades não regulamentadas, inclusive em alto mar. Além disso, nós fazemos ações de abordagem às pessoas em situação de rua, junto a Assistência Social, culminando também com a apreensão de facas, de objetos perfurocortantes, sempre com o foco na ordem pública e segurança”, enfatiza Carnevale.

Em relação ao ordenamento de trânsito, os agentes da SEOP removeram 176 veículos estacionados irregularmente e multaram 241.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Rio tem 10 bares multados em operação contra a perturbação do sossego

Advertisement

6 COMENTÁRIOS

  1. Enfim observamos ações para conter a desordem provocada por esses estabelecimentos.
    Na rua Almirante Gavião, na Tijuca, temos barulho até às 02 da madrugada, de terça a domingo.
    É bom saber que podemos recorrer às autoridades e vou acionar.

  2. Isso só funciona na zona sul, lugar de gente com muito dinheiro. Em outros bairros essa perturbação tb acontece, mas se vc liga para a polícia eles dizem que essa lei não existe, que podem tocar música no último volume até o dia raiar, sem problema.

  3. No aguardo para aparecerem no bar Coqueirinho Taquara na Estrada do Meringuava. Há um ano esse bar perturba a paz dos moradores do local com música em altíssimo volume até as 5h da madrugada aos finais de semana. Parece que tem a conivência de policiais corruptos que param na frente e nada fazem.

  4. A Rua Érico Veríssimo, na Barra da Tijuca, é um local de muita diversão e agitação para os frequentadores dos bares que ali funcionam. Porém, para os moradores da região, é um pesadelo constante. O barulho dos carros, das músicas e das pessoas é insuportável e se estende até as 5 da manhã nos fins de semana. Além disso, há indícios de que um dos bares não possui alvará para funcionar como sala de dança, o que aumenta ainda mais o incômodo. Os moradores se perguntam por que as autoridades não fiscalizam e autuam os responsáveis por essa situação, que fere o direito ao sossego e à qualidade de vida.

  5. Boa noite,

    Gostaria de saber qual o procedimento para uma denuncia em relação aos bares do polo gastronômico em Vista Alegre. Está fora de controle o abuso desses estabelecimentos, cada dia o som mais alto e “músicas” com conteúdos inadequados para o ambiente (principalmente aos domingos, que começa às 16:00h e vai até às 00:00).

    Obs: Segundo a guarda municipal, não é possível fazer a inspeção do local devido a localização não ser de segurança para os agentes, fato esse que não procede, pois, no bairro existe a segurança presente e várias viaturas da PM fazendo ronda constante.

    • Genilson, vai por mim, se quiser mesmo sossêgo, é melhor se mudar. Sei exatamente o que é isso. Morei na Padre Roser durante 6 anos. Em frente ao Parada 021. Um inferno. De terça a domingo era som alto até 4 da manhã. Tentei de tudo e nada adiantou. Cansei de ver viaturas da PM e GM parando lá para bater papo com os donos (tire suas conclusões).

      Se quiser acabar com o barulho perto de você e de sua família, venda seu imóvel e se mude (aliás, é o que a maioria que mora aí estão fazendo).

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui