Operação Verão começa no Rio, visando reforçar segurança nas praias

O reforço nas ações de ordenamento urbano e de trânsito são realizados na orla das zonas Sul e Oeste e nos Parques Madureira e Radical de Deodoro, na Ilha do Governador e em Paquetá

Foto: Robert Gomes/Prefeitura do Rio

A Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) e a Guarda Municipal do Rio (GM-Rio) iniciaram a Operação Verão de 2022/23 neste final de semana. O reforço nas ações de ordenamento urbano e de trânsito, fiscalização das posturas municipais e patrulhamento preventivo são realizados na orla das zonas Sul e Oeste e também nos Parques Madureira e Radical de Deodoro, na Ilha do Governador e em Paquetá. Ao todo, Seop e GM-Rio empregam um efetivo de 440 agentes, sendo 89 atuando exclusivamente no monitoramento do trânsito, com atenção especial aos finais de semana e feriados, quando o movimento nas praias é maior.

São empregados guardas das inspetorias que atuam nas regiões fiscalizadas e também dos grupamentos especiais, como o Subgrupamento de Operações de Praia (SGOP), de Operações com Cães (GOC), de Operações Especiais (GOE), Tático Móvel (GTM) e de Guardas Motociclitas (GGM). Os agentes atuam em pontos estratégicos da orla e também nas vias de acesso, além de pontos de ônibus da Zona Sul para prevenir desordens e depredações aos coletivos. Outros focos de atenção são o Terminal da Alvorada, que recebe os usuários do transporte BRT, a Pedra do Arpoador e a cancela de acesso a Grumari e Prainha, que tem Bandeira Azul, para impedir a sobrecarga de veículos em área de proteção ambiental.

Para realizar as ações preventivas, as equipes da GM-Rio contam com apoio de 67 viaturas e rádios comunicadores. Ainda foram distribuídas sete tendas operacionais em pontos estratégicos da faixa de areia para apoio às equipes do SGOP, que atuam exclusivamente nas praias. As tendas também facilitam a identificação de crianças perdidas. O trabalho na areia das praias também conta com o reforço e suporte contínuo das equipes do Núcleo de Videopatrulhamento da Guarda Municipal, que monitoram 80 câmeras redirecionadas para reproduzir imagens do calçadão e da faixa de areia. Os flagrantes de crimes são enviados pelo celular para os guardas identificarem e abordarem os suspeitos. O material em vídeo é cedido à Polícia Civil, para auxiliar no registro de ocorrências nas delegacias.

Além do reforço no efetivo da Guarda Municipal, a Secretaria de Ordem Pública também irá atuar com agentes da Subsecretaria de Operações, da Gerência de Fiscalização e Reboques, do programa Rio+Seguro, da Coordenadoria Especial de Transporte Complementar e da Coordenadoria de Controle Urbano.

A Operação da Seop e da GM-Rio também é realizada em integração com os demais órgãos de segurança que atuam na cidade e também faz parte do Plano Verão da Prefeitura do Rio, que conta com diversas medidas preventivas que visam mitigar os impactos de fatores naturais e/ou ações humanas que geram transtornos nesse período do ano e envolve diversos órgãos, como o Centro de Operações, a Comlurb e a Secretaria de Conservação.

Advertisement

2 COMENTÁRIOS

  1. Beleza, mas e nas estações do brtrem???? Pq aos finais de semana, quando diminuem os ônibus (como se na área do Recreio e Barra, só tivesse trabalhador se segunda a sexta), só dá a favela vindo da praia e ninguém paga passagem. Quase impossível de se pegar um ônibus, principalmente na estação Recreio Shopping. É caixa de som, consumo de drogas e por aí vai.

  2. O ordenamento público e a segurança deveria ser durante todo o ano. Assim, não seria necessário uma operação especial no final/início de ano e durante a alta temporada. Como o estado é uma bagunça generalizada e está apinhado de bandidos em todos os setores, agora o trabalho precisa ser colossal.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui