Os 100 anos do rádio serão festejados com uma programação especial da Rádio Roquette Pinto

A primeira transmissão de rádio no Brasil só possível graças aos esforços e ao pioneirismo de Edgar Roquette-Pinto, que trouxe a tecnologia para o país

Rádio Roquette Pinto dedica programação à primeira transmissão radiofônica do Brasil / PIXNIO

Há cem anos, no dia 7 de setembro, era transmitido ao vivo o discurso do então presidente Epitácio Pessoa e a ópera O Guarani, encenada no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, através de um transmissor de 500 watts instalado no Alto do Corcovado. A inovação foi apresentada a convidados da Exposição Internacional do Rio de Janeiro, com o serviço de “rádio-telephone alto-falante”. Na ocasião, foram utilizados 80 aparelhos importados para a transmissão dos eventos. As cidades de Petrópolis, Niterói e São Paulo também receberam o sinal. Tamanho acontecimento somente foi possível graças aos esforços do cientista Edgar Roquette-Pinto em trazer para o Brasil a tecnologia ainda desconhecida.

No Bicentenário da Independência do Brasil, festejado nesta quarta-feira (7), a equipe da rádio Roquette  Pinto (94,1 FM) elaborou uma programação especial para comemorar a primeira transmissão radiofônica oficial em território nacional. Ao longo do dia, serão várias as atrações para contar a história do rádio até os dias atuais e falar sobre os desafios enfrentados por este fascinante veículo.

A primeira atração vai ao ar às 6h e ficará à cargo de Miguel Ângelo e David Costa, com o “Primeira Página”. O programa contará com as participações de Fernando Ribeiro, apresentador que introduziu o som das periferias nas ondas do rádio; Romilson Luiz, locutor que fez parte da primeira equipe da lendária Rádio Cidade FM; e da editora da Voz do Brasil, Ester Monteiro.

Às 8h, será a vez de falar sobre a trajetória das mulheres que fizeram história no rádio. Com apresentação de Geórgia Christine, o “Giro RJ” não deixará de lembrar das inesquecíveis Hebe Camargo e Aracy de Almeida. O programa contará com a participação do neto de Daisy Lúcidi, e áudios das históricas radionovelas.

Ermelinda Rita, apresentadora do “O Rio Em Pauta”, entrevistará, a partir das 9h, a escritora Vera Moll, autora do livro “Meu Adorado Pedro”, obra que conta a história de D. Pedro I e da Imperatriz Leopoldina. Durante o programa, o jornalista e professor da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ), Creso Soares abordará as adaptações e mudanças pelas quais o veículo passou em seus 100 anos de existência no Brasil.

No comando do programa “Cardápio”, com início às 11h, Nikolas Baccarin apresenta o último episódio da série produzida pela Rádio MEC, no qual poderão ser ouvidos os depoimentos dos ouvintes sobre a importância do rádio no seu cotidiano.

Às 13h, é a vez de uma das vozes mais marcantes do rádio carioca entrar em ação para falar sobre os bastidores e as curiosidades da rádio que incentivou o desenvolvimento do rock nacional dos anos 1980. Monika Venerabile, locutora pioneira da Fluminense FM estará no programa “Almanaque”, comandado por Mônica Bittencourt.

A partir das 15h, os ouvintes poderão ouvir trechos de depoimentos de Edgar Roquette-Pinto no “Toda Tarde”. O programa contará com a participação da bisneta do cientista, a poeta Claudia Roquette-Pinto, que falará sobre a sua relação com o rádio.

Às 16h, o “Giro RJ 2ª Edição”, apresentado por Guga Simões, terá a participação de Ana Maria Pires, autora da biografia de Luiz Mendes, ícone do radialismo esportivo.

E às 17h, Jorge Ramos recebe no “Painel”, a cantora Mona Villardo, que fará uma homenagem às grandes cantoras do rádio: Emilinha Borba, Marlene, Dalva de Oliveira e Linda Batista, cantando as suas canções.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui