Os desafios do futuro de Búzios

Leandro Alex da Silva, Sargento PM do BOPE e pré-candidato à Prefeitura de Búzios fala dos desafios do balneário para os próximos anos

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Rodrigo Gomes

por Leandro Alex da Silva, Sargento PM do BOPE e pré-candidato à Prefeitura de Búzios

Búzios, uma pérola rara rodeada pelo mar na costa do Rio de Janeiro, é mundialmente conhecida por suas belezas naturais. Muito além de sua musa Brigitte Bardot, encantos como a arquitetura peculiar e um estilo de vida, que mistura o sossego de uma cidade pequena com o glamour de um destino turístico internacional, são seus diferenciais. No entanto, mesmo o paraíso enfrenta desafios significativos que necessitam de atenção e ação.

Búzios recebe um número de visitantes que excede muitas vezes sua capacidade, especialmente em alta temporada. Esse fluxo intenso resulta em problemas de trânsito, superlotação das praias e pressão sobre a infraestrutura local. A falta de estrutura para receber os visitantes que a cidade merece parece ser um grande e constante desafio, aliás, mencionada rotineiramente nas pesquisas de opinião pelos moradores.

Uma abordagem plausível para a solução do problema seria a implementação de um sistema de gestão de turismo sustentável. Além disso, investir em infraestrutura e transportes públicos eficientes ajudaria a aliviar o congestionamento e promoveria uma experiência mais agradável para todos.

Advertisement

O desenvolvimento acelerado e muitas vezes desordenado ameaça a biodiversidade e os ecossistemas locais, colocando em risco a própria base da atração turística da região.

É vital a adoção de políticas de desenvolvimento sustentável, com rigoroso controle sobre novas construções, respeitando as leis urbanísticas e os limites naturais da região. Programas de conscientização ambiental e incentivo à participação comunitária na conservação dos ecossistemas locais são igualmente importantes.

Como em outros destinos turísticos, existe uma disparidade socioeconômica muito grande entre visitantes e boa parte da população local. Essa desigualdade pode gerar tensões sociais e limitar as oportunidades para os moradores na busca por uma Búzios melhor para se viver.

Investir na educação e formação profissional dos jovens residentes, oferecendo-lhes melhores oportunidades de emprego dentro do próprio setor turístico, pode ser um caminho. Iniciativas de turismo de base comunitária, que permitem que os moradores sejam não apenas espectadores, mas também beneficiários diretos do turismo, podem ajudar a distribuir mais equitativamente os frutos do desenvolvimento.

Soma-se a tudo isso a necessidade de um programa de habitação acessível, tão essencial para assegurar a todos buzianos uma qualidade de vida digna. Búzios precisa ser uma pérola para todos e não apenas para seus visitantes.

Por fim, não se pode deixar de mencionar a questão do combate à violência, passando o município de Búzios a tutelar também a segurança pública além do ordenamento urbano, que devem ser prioridades na gestão municipal, principalmente depois da vigência da lei que criou em 2018 o Sistema Único de Segurança Pública, do qual a Guarda Municipal faz parte, determinando, ainda, que todo município tenha o seu próprio Plano de Segurança Pública Municipal. Obviamente, a efetivação desse novo viés de utilização da Guarda Municipal nas ruas de Búzios, só poderá entrar em prática após o treinamento e requalificação de nossos guardas, que agirão sempre preventivamente e subsidiariamente às atribuições das polícias, civil e militar.

Outros desafios se apresentam e só um trabalho sério de busca e execução das políticas públicas adequadas pode garantir a direção certa a percorrer.

Búzios, com sua inegável beleza e charme, enfrenta desafios complexos que requerem ação imediata e cooperativa de todos os setores da sociedade. Uma gestão participativa e comprometida com resultados, pode quebrar certos paradigmas do passado e promover uma maior eficiência na administração municipal, com investimentos em infraestrutura sustentável, educação, integração social, segurança e ordem pública.

Búzios pode não apenas superar esses desafios, mas também servir de modelo para o desenvolvimento turístico sustentável. O futuro de Búzios depende de um compromisso compartilhado com a preservação de seu patrimônio natural e cultural, garantindo qualidade de vida a seus moradores para que passe a ser também um paraíso para as futuras gerações. A participação e conscientização de todos é fundamental!

Este é um artigo de Opinião e não reflete, necessariamente, a opinião do DIÁRIO DO RIO.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Os desafios do futuro de Búzios
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui