Santa_Monica_Jardins_Implantacao_imp O sempre excelente “As Ruas do Rio” fez uma série de 3 posts falando sobre os sub-bairros do Rio de Janeiro (1, 2 e 3). Comenta desde a Tijuca e sua geografia complicada, os sub-bairros do Centro (coitada de minha falecida mãe, o Bairro de Fátima onde nasceu praticamente está desaparecendo) e chega a Barra da Tijuca onde os condomínios podem ser considerados sub-bairro ou feudos.

 

O que sãp sub-bairros? nas palavras do blogueiro Pedro Paulo Bastos:

 

os sub-bairrossão aqueles que, por exemplo, quando analisados em um mapa com as divisões por bairros, não aparecem ou não são delimitados cartograficamente. Um exemplo bem famoso é o da Lapa, já citado no início deste post: ele não aparece representado no mapa, pois é um sub-bairro do Centro, ou seja, uma pequena região deste bairro conhecido por Lapa. O topônimo (significa nome próprio para os lugares) Lapa pode, em geral, aparecer em representações cartográficas mais detalhadas, como os mapas de ruas, ou então em mapas ilustrativos, que não possuem escala e que estão mais focados na importância regional do lugar do que em seus limites legais. Os sub-bairros não possuem uma delimitação territorial específica, mas englobam um conjunto de ruas, avenidas e/ou praças que passa a ser conhecido como lugar X.

Mais do que vale a leitura para conhecer mais um pouco da geografia curiosa. E, claro, deixar o Ruas do Rio no seu favoritos e assinar o feed.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui