Otimismo de empresários do RJ continua aumentando em relação ao futuro de seus negócios

Sondagem da Fecomércio mostra que 71,5% dos empresários do RJ estão otimistas e esperam que melhore ou melhore muito os seus negócios

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Estátua de Visconde Mauá, em frente ao prédio da FGV | Foto: Rafa Pereira - Diário do Rio

Sondagem do Instituto Fecomércio de Pesquisas e Análises (IFec RJ), feita entre os dias 1º e 06 de fevereiro, com 292 empresários do comércio de bens, serviços e turismo mostra que o resultado da expectativa futura de seus negócios continua crescendo. Em fevereiro, o percentual de empresários que esperam que seus negócios melhorem ou melhorem muito nos próximos três meses aumentou de 68,2% (janeiro) para 71,5%. Os que esperam que a situação piore ou piore muito ficou em 11%. 17,5% têm expectativa de estabilidade.

No setor de serviços, dos 292 empresários ouvidos, 70,1% esperam que a situação dos negócios para os próximos três meses melhore ou melhore muito. No levantamento anterior, eram 67,6%. 14,4% acreditam que os negócios piorem ou piorem muito.

Empregos

Em relação ao quadro de funcionários, 23,7% dos empresários do comércio disseram que esperam aumentar ou aumentar muito nos próximos três meses, enquanto 21,3% esperavam o mesmo na pesquisa de janeiro.

No setor de serviços, para os próximos três meses, 23,9% dos entrevistados disseram que o número de empregados deve aumentar ou aumentar muito. 18,2% afirmaram que o quadro de funcionários deverá diminuir ou diminuir muito e 57,9% que se estabilizará.

Advertisement

Demanda por serviços/bens

Para 55,1% dos empresários do comércio, a demanda pelos serviços/bens para os próximos três meses aumentará ou aumentará muito. Na pesquisa anterior, essa proporção estava em 54,3%. O número dos que acham que a demanda se estabilizará apresentou elevação: 29,1% em fevereiro contra 23,6% em janeiro. Já 15,7% declararam que esperam que diminuirá ou diminuirá muito.

As restrições financeiras são o principal fator que limita os negócios, segundo 42,9% dos empresários do comércio consultados, seguidas 37,7% que disseram ser a demanda insuficiente e 15% a falta de mão de obras.

Para os empresários do setor de serviços, 17,6% disseram que a demanda diminuirá ou diminuirá muito pelos bens/serviços de suas empresas nos próximos três meses. 59,1% afirmaram que aumentará ou aumentará muito.

Sobre o limitador dos negócios no setor de serviços, 40,2% dos entrevistados disseram que a demanda insuficiente é o principal fator, seguida das restrições financeiras, com 39,8%, falta de mão de obra, com 14,5%, e falta de espaço e/ou equipamento, com 8,4%. 18,9% apontaram mais de um motivo que limitam seus negócios.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Otimismo de empresários do RJ continua aumentando em relação ao futuro de seus negócios
Advertisement

1 COMENTÁRIO

  1. Ficou claro que a maioria dos empresários não pretende contratar mais, a despeito da melhora nas finanças de suas empresas. O que isso significa…? Significa que eles preveem mais isenções fiscais, mais subsídios governamentais, mais vantagens financeiras, sem precisar aumentar produção/empregos. Eles estão falando de ciranda financeira, de especulação, de farra com o dinheiro público.

    Que horda de pilantras!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui