Ou o Rio de Janeiro acaba com o gato de luz ou o gato de luz acaba com o Rio de Janeiro

Quase 4 em 10 residências e comércios do Rio de Janeiro cometem furtos de energia, o gato de luz, assim não tem como garantir a segurança energética da cidade

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp


Estava conversando com uma colega em um dia quente e reclamei do calor. Estava no escritório de casa e não queria ligar o ar-condicionado, pois a conta de luz já estava vindo muito alta. Ela disse que não tinha esse problema, afinal, era da favela e não se preocupava com o tempo que mantinha os aparelhos elétricos ligados. Em Curicica, lembro-me de algumas casas de classe média, todas com seus ar-condicionados ligados o dia todo. Todas tinham algo em comum: ligações ilegais de energia, o famoso “gato”.

De acordo com a Light, concessionária de energia da cidade do Rio de Janeiro, quase um terço dos seus clientes furtam energia. De cada dez que pagam a conta em dia, seis fazem gatos, o que representa 37,5% dos endereços. Apesar de não ser um problema restrito às classes mais baixas, muitos condomínios de luxo e restaurantes sofisticados são pegos cometendo o crime. O Complexo do Alemão e a comunidade da Rocinha têm os maiores índices da prática delituosa, conforme levantamento feito para o G1. As duas comunidades conseguem ter quase 100% de furto de energia:

  • Complexo do Alemão (86%)
  • Rocinha (84%)
  • Vila Kennedy (82%)
  • Cesarão/Três Pontes (82%)
  • Cidade de Deus (61%)

Isso coloca em risco toda a segurança energética da nossa cidade. Se a Light quebrar, porque em uma situação assim não falir, que outra empresa seria louca de assumir um problema deste tamanho? Até porque no ranking do G1, onde mais há gatos, é exatamente onde o crime organizado controla, e não haveria como uma concessionária adentrar o local.

Ranking Furto de Luz no Rio de Janeiro Ou o Rio de Janeiro acaba com o gato de luz ou o gato de luz acaba com o Rio de Janeiro

Alguma solução precisa ser tomada pelo Poder Público. Também gosto de reclamar da Light, e com razão. Mas é preciso combater o gato de luz de forma, com perdão do trocadilho, enérgica. Se há mais de 50% de furto de luz em uma região, deve haver uma solução já na entrada do cabeamento do local. Ou que o próprio governo assuma a distribuição a partir de um determinado ponto.

Advertisement

Não é exagero o título “Ou o Rio de Janeiro acaba com o gato de luz ou o gato de luz acaba com o Rio de Janeiro“. No final, quem paga a conta desses 1/3 de ladrões de energia é o cidadão, que tem de passar calor para economizar na conta. Que haja a tarifa social, mas que não se ache que basta ligar na tomada para que venha a eletricidade.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Ou o Rio de Janeiro acaba com o gato de luz ou o gato de luz acaba com o Rio de Janeiro
Advertisement

62 COMENTÁRIOS

  1. E também seria muito bom lembrarem que a Aneel meteu uma multa de mais de 28 milhões nesses mafiosos da Light, justamente porque esses canahas nos deixam milhares de horas sem luz, se levaram essa multa violenta, não foi por acaso. Parem de comprar esses discursinhos dessa imprensa miserável que temos que sempre defende loucamente calhordas como essa máfia que é a Light, isso tem que ser cobrado diretamente da Light, que é isso o que eu estou fazendo e é isso o que todo mundo tem que fazer também, em vez de jogarem os cidadãos cariocas uns contra os outros, temos que cobrar da Light porque a canalhice é principalmente desses mafiosos da Light!

  2. Deixem de ser cretinos, quem mandou privatizarem essa merda da Light há mais de 20 anos? Quando é que essa população estúpida vai aprender que tudo que é privatizado é uma merda total? A culpa é inteiramente da Light, e essa imprensa que é horrivelmente reaça só defende calhordas, até em Copacabana bairro de bacana uma vez este ano ficaram mais de 12 horas sem luz. Parem de comprar esse discurso barato dessa imprensa desgraçada que temos e cobrem da Light que essa empresa é tremendamente mafiosa, minha conta é caríssima sendo que eu nunca na vida tive ar condicionado, jamais, também me deixaram 11 horas sem luz num dia e mais de 20 no outro e nem sequer foram eles que religaram a luz esses canalhas da light, máfia total essa merda.

  3. Entendo perfeitamente o problema que o rio enfrenta sobre a luz porque sou vítima desses absurdos. Lembrando que sou da Curicica e pago devidamente todas as minhas contas de luz. Acontece que aqui parece que os funcionários da light lotearam a região para oferecer facilidades nas faturas, recentemente sofri com isso ao ponto de ter que recorrer judicialmente.

    Acontece que no rio de janeiro assim como na estatística apresentada deveria ter a ombridade de dizer que “4 em cada 10 cariocas pagam a conta de quem tem gato”

    Independente de ser na Curicica zona norte ou zona sul e que a light deveria ser privatizada.

  4. Minha proposta é no caminho inverso, algum órgão público inútil desses de defesa da cidadania ou consumidor entrar com uma ação judicial visando proibir a Light de repassar os custos dos gatos de luz na conta das pessoas que não tem gato, simples assim, isso vai baratear a conta de quem paga em dia e não rouba, a empresa vai ficar proibidade de cobrar de quem não rouba e, com certeza, vai correr atrás do prejuízo, hoje vemos que a Light absolutamente não liga para os gatos já que os otários pagam de qualquer maneira.

  5. Cara sei que é errado o “gato de energia” Mas pare pra pensar, de 1905 e 1948 se Instalou o roubo de Energia, de lá pra cá já se passou mais de 70 a 100 décadas e nunca foi feito ou planejado nada, então… O que se esperar do futuro? Se fosse para fazer algo, deveria ter feito no passado, “Cortando o mau pela raiz” A muita complexidade para com esse tema, Brasil inteiro…

  6. E mais uma vez vale a máxima carioca: malandro é malandro e mané é mané. Quem é honesto vai continuar pagando a conta de meio mundo de “esperto”. Todo ano o prejuízo é compartilhado por percentuais na conta de luz dos “trouxas” para a empresa não quebrar. Quem derá fosse só os gatos de luz! Mas tem a TV, o caminhão tombado e sabe-se lá o que mais! A desculpa é sempre a mesma: muito caro! Claro! Olha o custo do roubo que precisa ser coberto.

    • A estratégia governamental é criar um Pais de miseráveis! Então, fiquem tranquilos nem energia regular em nossas casas teremos e talvez nem sejamos mais proprietários de nossas casas!
      Fiquem tranquilos e continuem votando no Lula, que o projeto dele está sendo implantado em excelente ritmo!

  7. Isso seria simples de resolver essa tarifa social não funciona um negócio qie daria certo é um valor fixo para quem mora em comunidade, tipo 40 reais afinal não se paga nada se o relógio funcionar e com valor fixo pelo menos a Light ganharia algo mais parece que preferem não ganhar nada. E outra esses gatos dão problemas e ele tem que consertar a energia das favelas se em uma favela tem 4.000 casas por exemplo o pois tem muito mais óbvio se cada uma pagasse 40 reais eles receberiam 160 mil tá ruim esse valor???? O problema é que ninguém quer perder nada a Light não abre mão e os moradores não vão pagar o preço que se paga na rua morando em comunidade onde o poder público só entra com autorização do tráfico.

    • Seria interessante e também seria sustentável as empresas fornecedoras de energia e os três níveis de governo elaborassem um projeto de instalação de painéis solares nas comunidades possibilitando a produção de energia e o excedente seria compartilhado na rede interligada nacional através do ONS.

  8. Isso não vai mudar em nada mesmo que tire o gato coloque relógio o consumo da rede será a mesma só está substituindo um pelo outro e ele sempre vão cobrar a mais de você não vão te atender corretamente e a energia vai ser sempre péssima a desculpa do aumento na conta de luz vai ser sempre o gato da favela

  9. Na minha opinião tem como acabar mas a empresa não tem peito pra isso pq se eu não pagar a minha conta eles vão lá e cortam faz isso nas comunidades aí eu tenho q pagar um valor absurdo de conta e sem ter um conforto e eles com ar condicionado até no banheiro infelizmente induz as pessoas colocarem gatos infelizmente coloca uma taxa pra moradores de comunidade e uma taxa pra fora da comunidade assim a empresa vai lucrar muito mas não referente só a energia sim como com outras empresas água Net etc coloca um preço assecivel pra todos aí vai se lucrar com a quantidade e não vai dar opção pra colocar o gato pq como pode 350 a Net sky e a gatonet 60 as pessoas vão optar pelo gato infelizmente

  10. Faço minhas as palavras de Lucimar, acrescentando que: A questão será resolvida, quando a empresa tiver interesse em resolver pois, até agora, não sabe e não quer saber. Donde se conclui que os interesses são compartilhados…

  11. Quem rouba quem? Não tinha gato, estava desempregado e a conta de energia simplesmente veio 800 reais sem praticamente nada em casa, não tive como pagar e estou com o nome sujo até hoje, a dívida está em 30 mil, a light já te rouba mesmo você querendo ser honesto, se o valor cobrado fosse honesto ninguém cometeria furto de energia, 500 de energia, 200 de água, 700 o aluguel, já deu o salário mínimo e nem entrou comida na lista, como sobrevive? Gato é sobrevivência para o mais pobre, ou coloque uma renda baixa para pessoas mais pobres, no Rio então, todos os órgãos e serviços dão um jeito de te roubar

    • Procure a defensoria pública, entre com uma ação, o juíz vai pedir uma perícia que não seja ligada a Light pra ver o consumo. Se tiver legal eles tiram seu nome do spc e vc ainda ganha danos morais.
      Aconteceu comigo, aluguei uma casa que veio 900 reais no primeiro mês.
      A perícia analisou e viu que o vizinho puxou um fio por debaixo da terra, enquanto a casa estava vazia

  12. Bom mesmo seria levar para o debate público os modelos de contrato que as empresas de distribuição de energia fazem… estão arrancando o couro da população…é exorbitante…claro é preciso discutir ou roubo de energia..mas ambos ou roubos…

  13. Estamos falando de um negócio privado, então não cabe aqui devaneios sociológicos, políticos e morais, a light é responsável pelo serviço que presta e pelo qual cobra caríssimo, se existem fraudes/furtos/gatos de energia tanto em mansões, comércio, favelas etc, cabe a empresa a instalação de mecanismos e tecnologias de monitoramento, controle e interrupção da energia quando identificado o desvio, dizer que o preço extorsivo cobrado a quem paga honestamente é para cobrir os gastos com os “gatos” é um escárnio/deboche com o consumidor que age corretamente.

  14. O Gato de luz já se tornou patrimônio público.
    Pois até os bacanas furtam luz(e água tambem).
    Quem vai entrar em comunidade e acabar com os gatos..sem criar uma confusão social?

  15. ESSE É UM PROBLEMA ANTIGO, MAIS A SOLUÇÃO VARIAM EM MUITOS ASPECTOS, PRIMEIRO: AS COMUNIDADES TEM QUEM GANHE COM ISSO
    SEGUNDO: INFELIZMENTE QUEM NÃO FAZ O GATO É QUE PAGA A CONTA (INJUSTIÇA)
    TERCEIRO: TEM QUE CAIR O VALOR , AS CONTAS TERIAM QUE SER COBRADAS POR ÁREAS E PODER ECONÔMICO DE SEUS HABITANTES, QUE NA VERDADE NÃO TEM COMO PAGAR UMA CONTA DE LUZ NO VALOR DE 250 A
    HÁ 400 REAIS , TERIAM QUE OLHAR A RENDA DE CADA MORADOR DESSAS REGIÕES, FAZER UMA ESTIMATIVA PARA SER COBRADA , DIMINUIRIAM MUITO OS CHAMADOS GATOS ( FURTO DE ENERGIA) BOA TARDE A TODOS.

  16. Furto de energia é um problema complexo com solução tecnológica, econômica e político-social.

    Vamos simplificar.

    1) Social: eduquem a população e induzam-a a obedecer as Leis e as regras do Estado-Nação. Fiscalizem e coíbam que técnicos das próprias concessionárias de energia elétrica façam “gatos” nas horas vagas, pois o processo não é feito por ‘eletricistas curiosos amadores’.

    2) Econômica: melhorem os salários das classes trabalhadoras (os mais baixos da Terra) e diminuam a concentração de renda e riqueza nas mãos de uma minoria;

    3) Tecnologias: instalem usinas solares nas favelas, que as tornem autosuficientes em energia elétrica e do furto (gato) passem a ser credoras e fornecedoras de eletricidade às concessionárias. Desenvolvam tecnologias de distribuição e medição que impossibilitem o furto energético. Busquem diminuir o valor do quilowatts hora no Brasil (o quilowatts/hora no RJ é dos mais caros), pois o nosso país tem ampliado as fontes geradoras (eólicas, solar, biomassas, etc…) limpas, além das hidrelétricas.

    4) Político: que a energia elétrica seja tratada como estratégia de desenvolvimento nacional e não apenas como commoditie à venda e/ou prestação de serviços. Água, esgoto e energia elétrica são insumos estratégicos indispensáveis à sociedade, pessoas físicas e jurídicas, que são típicos de Estado e, portanto, pelo Estado devem ser gerados, transportados e distribuídos. O lucro desses insumos estratégicos são social e não somente econômicos.

    A boa nova é que os países economicamente desenvolvidos estão revendo suas estratégias e reestatizando os seus serviços de água, esgoto e eletricidade, no que o Brasil (nona economia mundial – 2023) deverá avaliar e aderir.
    Privatizações não têm surtido bons efeitos na área de água, esgoto e energia elétrica.

    • Furto, seja qual for é um problema moral.
      Antes de você citar diversos fatores pra justificar o furto aqui no RJ.

      Você fala em melhorar salário de uma classe e descentralizar o que uma minoria ganha. isso não é o caminho e não resolve um problema que é MORAL.

      E te dou um exemplo pra te provar que o problema não é só social, falta de educação em obedecer as leis , como você afirma.
      Pequenas cidades do interior do Nordeste a maioria recebe salário mínimo. Digo pessoas aposentadas. Outras nem salário ganham. E não vejo por lá esse número absurdo de ocorrência. Mas não estou dizendo que não existe furto por lá ok..

      Outro exemplo: A mentalidade das pessoas segue exatamente o caminho oposto. “Se todo mundo faz eu também vou fazer” assim essas pessoas caminham para um abismo moral quase impossível de sair.

      Mas quero concordar 100% que nós somos escravizados pelos impostos sim.. contudo eu acredito que o caminho não é seguir os atalhos se desejamos uma sociedade que deseja progredir como ser humano.

      • Disse que são diversos fatores e não os disse para justificar nada. Apresentei os eixos centrais, do problema discorrido no artigo, e a questão moral foi elencada, logo no 1? fator: o Social.
        Portanto, não há discordância.
        Quanto a concentração da renda e riqueza nacional, por uma minoria, não sou eu quem digo e sim a realidade, da nossa crônica desigualdade social.
        Aquele abraço!

  17. O problema não se chama gato, o problema se chama IMPUNIDADE. Acabe com a IMPUNIDADE que reina absoluta no nosso país, que 99,99% dos nossos problemas acabarão de Brasília até a favela mais remota. A pergunta é: Os brasileiros querem? Talvez…As excelências e as castas querem? Jamais! Simples assim, senhores e senhoras.

    • Se a impunidade tem papel peimordial na esculhambação que é o Brasil. Nem a vida humana vale no Brasil, quanto mais fiação em quantidade alarmante e o furto de energia elétrica.

  18. “gato de luz” é crime, então é bandido que faz. A matéria fala em quase 100% da energia elétrica em favelas ser “gato de luz”. Então, quase 100% de quem mora nessas favelas é de bandidos???

  19. Q IMENSA PALHAÇADA!
    A ameaça d quebrar da Light, não é nada mais do q jogo pra arrancar mais dinheiro do consumidor e do governo!
    A Light tem a concessão há DÉCADAS e vc já viu alguma modernização na distribuição? Compraram a estrutura, por preço abaixo do mercado, do Estado, fizeram mínimas modificações, e cobram um absurdo!
    O Município fez o BRT, chamou a Light pra passar a fiação por debaixo da terra, com isso teria q comprar novos equipamentos pra distribuição, o q aumentaria a eficácia e diminuiria os custos ao longo do tempo. Mas a Light fez? NÃO!
    Pq não se interessa em modernizar a estrutura, qr é LUCRO!
    A Light é LUCRATIVA e não vai quebrar, com gato ou sem gato.
    Gato é HORRÍVEL, mas o preço da energia NÃO SE JUSTIFICA.
    Não são poucos os relatos d cobranças injusta, famílias sem ar-condicionado, com 3 pessoas, pagando R$400 d luz.
    A Light vai quebrar? QUE QUEBRE! E deixa o Município fazer como fizeram com o BRT, com a MOBI-Rio. Melhorou 100% o transporte no BRT!

  20. Isso vai muito mais além do que furto de energia, muitas pessoas que moram em lugares precários não tem condições nenhuma de pagar uma energia com um valor absurdo, sendo o preço a se pagar por quem está roubando, sou a favor de uma valor popular, caso contrário o morador teria que usar lamparina, porque o salário mínimo chega a ser uma esmola. Pagar aluguel, gás com taxa”Tráfico/melícia”, água com taxa, internet com taxa, energia, alimento, remédio, ônibus escolar, entre outras coisas, com esse salário não é brincadeira, como falei, esse problema vai muito além.

  21. Falaram de tudo menos da tarifa altissima, se cada casa da favela pagasse uma conta de 100,00 por mês eu acho que todos pagariam com raras exceções, mas os olhos grandes são demais, infelizmente.

  22. Tadinha da Light! Quer dizer que uma empresa privada, que visa o lucro, não consegue ter um plano de ação e monitorando efetivo e aí o Estado é quem tem que bancar? Isso não foi previsto no edital de concessão? Quer dizer que o lucro é sempre privatizado e os prejuízos são socializados? É isso mesmo? Ser capitalista assim é mole. A responsabilidade pela resolução desse problema é da LIGHT, no máximo um apoio policial pode ser solicitado, mas a responsabilidade é da empresa responsável pela distribuição de energia elétrica.

  23. Temos que acabar com os gatos com.os políticos ladrões com presidentes ladrões com traficantes com milicianos com policiais corruptos…. literalmente temos que acabar com o Rio de Janeiro e começar do zero….

  24. Vendo aqui todos os comentários, uma coisa é certa, nós que pagamos corretamente é que sustentamos esses ladrões de energia, mas a coisa é bem profunda, infelizmente isso tudo vem de longe, enquanto não mexerem nas leis, em punições mais severas isso não vai mudar, é a tendência é só piorar.
    Houve aqui comentário de furto de cabos, o que adianta, polícia prende e a justiça solta, ai não tem jeito.

  25. Bom dia
    Sou contra o “gato”, não tenho, passo calor o dia todo, ligando o ar somente a noite, depois das 21h e o desligando por volta das 2h.
    Acho que se a tarifa fosse mais em conta, talvez mais pessoas pudessem ” não utilizar”, mas não é justo eu me privar, e ver os vizinhos com um ou mais ar ligado 24h no gato.
    Em vez de tantas “bolsas” deveriam dar empregos para que dessem valor a quem rala, para ter o mínimo de conforto.

  26. Moro em Campo Grande rj, a maioria dos sub bairros tem ar-condicionado, e a maioria das casas tem gatos na luz,
    Ai eu pergunto a light sabe disso, claro que sabem e recebem propina pra fazerem vistas grossa, tem muitos técnicos da light que fazem eles mesmo os gatos nas casas, isso durante o serviço e ou de folga, muitos ex funcionários da light quando se aposeñtam,fazem esse tipo de serviço.

  27. Se não ocorrer um choque de ordem, doa a quem doer, isso nunca vai ser reparado. Se os políticos dão apoio as comunidades e suas estruturas sem organização alguma, o problema está entranhado em todas as camadas sociais. Não se iludam, os poderosos sustentam o gato, por que o classe média que não gosta de ter nome sujo paga essa conta indiretamente.

  28. Companhia de merda! Se eles não roubassem o povo diminuiria e muito os gatos na cidade!
    Pessoas morrem de calor e se privam de muita coisa em suas casas e comércios devido ao alto valor cobrado em suas contas!

  29. Várias ações precisam ser tomadas. Neste caso todo mundo coloca a culpa no consumidor pelo furto de energia, mas a verdade e que grande parte dessa culpa e das concessionárias. Começa pela montagem do padrão para se requerer um medidor que chega a custar o valor de R$1800,00. Comunidades onde a infraestrutura de redes onde existe queda de tensão e, por consequência disso, queima de equipamentos. Descaso por parte da concessionária onde transformadores de tensão não suportam a carga instalada sobre eles. Isso tirando como base um local onde 90%dos moradores pagam energia! É preciso colocar responsabilidades sobe essas empresas que prestam um desserviço a população. Todos temos que fazer nossa parte como consumidor que precisa pagar pelo serviço recebido e as empresas de energia, por sua vez, deveriam prestar um serviço de qualidade.

  30. Privatiza a Light e a solução é estatizar dentro das comunidades. A iniciativa privada fica com o filé e o difícil com o público. Realmente brilhante a sugestão! Sqn…

  31. Começa a resolver ordenando e retirando postes, fiação de telecomunicações obsoletas e sem utilidade e transferência paulatinamente a rede aérea para o subterrâneo, começando pela zona sul como Botafogo, Flamengo, parte do Leblon, urca, parte do centro em direção à Tijuca, vila Isabel, e zona norte e oeste em geral.

  32. Pago 600 de conta de luz quase todo mês isso controlando o uso do ac, mas em parte as pessoas que colocam o gato tem razão! Não é de hj que a ligh faz publicidade que a nossa conta de luz que é uma das mais caras do país é cara pq nos pagamos pelo furto! Isso sem nenhuma ação contra quem furta energia e apenas subindo os preços para quem pg, apenas estimula outras pessoas a furtarem também… precisamos de uma ação contra o furto de energia, sem coitadismo contra moradores de comunidades, pois sou pobre e não morro por passar calor na minha casa e usar o ar apenas quando não tem condições.

  33. Sempre vai aparecer um progressista pra dizer que luz é um “direito”. Quem é louco de assumir esse perrengue, de prestar serviços e preços regulados, e que sempre haverá um demagogo pra defender o errado?

  34. Quintino, parabéns pela matéria e pela coragem de expor um problema tão sensível tendo em vista que não é só a parcela pobre da população que realiza furtos de energia, mas também aqueles que poderosos que possuem condições de pagar. Esse problema não é só da light que expõe o profissional para remover as ligações clandestinas, mas vai muito além… Isso é problema de educação, de segurança pública, justiça, meio ambiente, economia .. ou seja, afeta todos os setores da sociedade. O principal aliado da concessionária que deveria realizar as ações de garantir a segurança do técnico e dar o suporte necessário para regularização não faz nada. Se a light pegar e cortar a energia de uma dessas comunidades que mais de 80% possui “gato”, o governo, a justiça e ongs vão em cima da empresa. Qual respaldo jurídico ela tem? Nenhum … Por isso, como você bem disse, a conta fica para o cidadão de bem já que quem faz “gato” de energia, por mais humilde que seja, ainda está cometendo crime.

  35. Acho que antes de falar em acabar com gatos, os Governos federal, estadual municipal deveriam incentivar a troca de aparelhos antigos por mais modernos com isenção de impostos, preços direto da fábrica, apoio financeiro para compra e instalação de novos aparelhos! Só assim deveriam ” combater os gatos “, afinal, quem consegue viver dentro de casa com 50° de temperatura do.lado de fora ???

    • Ahhhh q lindo!!!O cara rouba energia,usa ac o dia inteiro(sim pois quem paga a conta,se segura pra usar só em caso extremo),e de “brinde”ganha eletrodoméstico novinho,pago por NÓS novamente!!!Ou vc acha q esse dinheirinho de brinde pra ladrão sai daonde?
      Deve ser lindo morar em Nárnia mesmo!!A light tem q fazer exatamente o q faz qdo alguém atrasa o pagamento…arrancar a fiarada!

  36. É evidente que isso e um problema se segurança pública … o Sr. Governador e Srs. Prefeitos se fingem de mortos e nada parece ser problema deles …

  37. Exatamente isso!!!E apesar dos 2/3 honestos pagarem contas absurdas por causa de fdps ladrões, a light está a beira da falência!!Nesse verão (q há anos não tinha tantos dias de calor sufocante por dia),muitas falhas no fornecimento estão acontecendo ,e a Light não tem pessoal para solucionar…conheço regiões que ela forneceu geradores há mais de 2 semanas…e nada de conserto..só paliativo!!
    Isso sem contar os cracudos roubando fios por aí!!

    • Está certíssima!!! A coisa está tão descarada que o roubo de cabos está sendo feita a luz do dia. E quanto ao “gato” na luz muitos casos têm a convivência dos próprios funcionários da concessionária que pra ganhar um “extra” são eles que fazem o serviço. Definitivamente o Rioé uma terra sem lei.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui