Paes apresenta balanço sobre os resultados da economia carioca na ACRJ

Segundo o prefeito, o orçamento da cidade atingiu a cifra de R$ 45 bilhões, em 2024, além de ter aumentado a captação de investimentos

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp

O prefeito Eduardo Paes (PSD) apesentou o balanço “Oportunidades de Negócios no Rio de Janeiro” sobre as ações do poder público municipal em benefício da economia carioca. A apresentação aconteceu nesta sexta-feira (10), em um almoço na Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ), também conhecida como Casa de Mauá, no Centro da capital fluminense.

De acordo com o prefeito, em 2024, o orçamento da cidade atingiu a cifra de R$ 45 bilhões, após a adoção de uma série de inciativas que permitiram um avanço no volume de captação de investimentos. Entre elas, Paes destacou a Lei de Liberdade Econômica e o programa Alvará a Jato, que viabiliza a emissão do alvará para atividades consideradas de baixo risco, sem burocracias e via internet. Ele também citou o licenciamento simplificado, que beneficia o setor da construção civil.

Na exposição, o prefeito do Rio destacou a importância do programa Reviver Centro, para a revitalização da região central da cidade, há muito abandonada e decadente; hoje, batendo recordes de lançamentos imobiliários.

“Pela primeira vez, em quatro décadas, o Centro da cidade superou a Barra da Tijuca no licenciamento e lançamento de unidades imobiliárias residenciais. Só na região do Porto Maravilha, nos últimos três anos, tivemos oito mil unidades residenciais vendidas. Isso é uma mudança na história da expansão urbana do Rio de Janeiro, que talvez a gente ainda não tenha a dimensão do que estamos vivendo. E o Reviver Centro busca seguir este caminho”, afirmou Eduardo Paes, acrescentando que a capital fluminense ocupa, atualmente, o segundo lugar na geração de empregos formais no Brasil:

Advertisement

“O Rio avança e consolida o seu papel de centro de entretenimento do Brasil. Poucas cidades no mundo teriam condições de fazer o que nós fizemos com o show da Madonna, em Copacabana. É só perguntar para o setor hoteleiro. O Rio mostrou uma enorme capacidade, provando que pode ter o turismo como uma indústria forte e receber os eventos”, observou o chefe do Executivo municipal.

O presidente da Associação Comercial do Rio de Janeiro, Josier Vilar, por sua vez, pontou que a Casa de Mauá é o lugar ideal para falar sobre assuntos que tragam ganhos e riqueza para a cidade do Rio de Janeiro.

“Aqui é o local apropriado para que possamos sempre discutir os assuntos que tragam riqueza, prosperidade, trabalho, emprego e alegria para essa cidade. A discussão hoje é como se construir um ambiente de negócios num Rio de Janeiro mais próspero, para que a nossa cidade volte a ser um lugar atrativo para se viver, trabalhar, empreender e visitar”, finalizou Vilar.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Paes apresenta balanço sobre os resultados da economia carioca na ACRJ
Advertisement

1 COMENTÁRIO

  1. Prefeito deveria fazer sim o balanço social, ou seja, a alocação de recursos no social e de preferência em redes de rádio e TV e internet. Se está investindo efetivamente 1/5 é muito…Qual é o tamanho da folha de pagamento da cidade?

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui