Paes defende demolição de prédio anexo do Palácio Tiradentes, no Centro do Rio

Prefeito gravou um vídeo pedindo esse "presente" para o governador Cláudio Castro e para o presidente da Alerj, André Ceciliano

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Nesta terça-feira (01/03) – aniversário da Cidade – o prefeito do Rio, Eduardo Paes, gravou um vídeo pedindo um “presente” para o governador Cláudio Castro e para o presidente da Alerj, André Ceciliano. Na publicação, ele pede que o prédio anexo localizado nos fundos do Palácio Tiradentes, na região do Largo do Paço, seja implodido.

No vídeo, o prefeito cita que foi feita a implosão da Perimetral e destaca a arquitetura da região, afirmando que ela merece ser valorizada. As elogiadas obras que restauraram a visão do mar e a grandiosidade da Praça XV foram autoria do alcaide, em mandato anterior.

Paco do Ouvidor Paes defende demolição de prédio anexo do Palácio Tiradentes, no Centro do Rio
O Shopping Paço do Ouvidor é o ponto de encontro no Centro do Rio. Passa no Paço

Nós tiramos a Perimetral daqui, estou aqui na Praça XV, olha que arquitetura fantástica que tem aqui. Tem o Paço Imperial, o chafariz do Mestre Valentim, o Palácio Tiradentes… e aí tem esse trambolho aqui atrás, que é esse anexo da Assembleia Legislativa“, diz Paes no vídeo.

Ele ainda continua: “É o meu pedido de presente de aniversário para os cariocas. Governador Cláudio Castro e presidente André Ceciliano, dá isso aí para a Prefeitura para a gente tirar isso aí da frente. Vamos implodir e abrir essa facada linda da nossa cidade“.

Advertisement

Nos comentários, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Simplificação, Chicão Bulhões, defendeu a ideia do prefeito.

Seria mesmo um baita presente! Esse prédio é muito feio e está literalmente caindo aos pedaços. Lembro bem do meu ex-gabinete…“, comentou.

Segundo informações da ALERJ, o prédio anexo já teria sido devolvido pela Assembleia ao Governo do Estado, que hoje é seu dono e possuidor. Originalmente da União Federal, foi cedido ao governo fluminense.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Paes defende demolição de prédio anexo do Palácio Tiradentes, no Centro do Rio
Advertisement

8 COMENTÁRIOS

  1. Concordo que, quando se olha o entorno, o prédio não combina com o resto do conjunto arquitetônico.
    Mas, numa cidade em que, a falta de equipamentos de atendimento a população é mais que evidente, não seria melhor transformar o prédio num conjunto hospitalar, tipo uma policlínica?
    A não ser que o custo de uma reforma seja inviavél.

  2. Ao Senhor Prefeito Eduardo Paes, tenho admitir que o referido prédio destoa de toda a arquitetura do entorno da Praça XV, porém o mesmo tinha um projeto de ser um Hospital do Olho nos moldes do existente em Duque de Caxias e que iria servir bem mais a população do Rio de Janeiro do que simplesmente jogar o mesmo ao chão, precisamos e devemos priorizar os nossos parcos recursos e evidente a necessidade da instalação de um novo Hospital dessa magnitude em nossa cidade.

  3. Como dizem: “opinião é igual bunda, cada um tem a sua”. Eu, particularmente, estou muito feliz em ver um prefeito legitimamente carioca e visionário que já alavancou a economia e a autoestima da cidade uma vez e, dentro do possível, está tentando fazer isso novamente. Muito melhor que o anterior que abandonou a cidade e seus cidadãos, quase destruiu patrimônios culturais imateriais e ficou como uma barata tonta em meio a uma pandemia (neste momento praticamente já erradicada). O cara parecia ter raiva do Rio, muito diferente do atual que encherga a cidade e seu potencial, sem ignorar sua vocação, ao contrário, buscando justamente aí a geração de empregos e melhorias para todos nós.

    É o cara que cuida da cidade como se cuidasse da própria casa. Afinal, É a dua (e nossa) casa!!!

  4. Mesmo que o prédio esteja destoando do conjunto histórico, não seria prioridade para o momento. Melhor seria tentar adequar o estilo reformando a edificação ou manter considerando as diferenças e a coexistência de formas. Não podemos jogar dinheiro fora ainda mais em tempos de crise: PANDEMIA, guerra, inflação, gente com fome, servidor sem revisão geral anual…

  5. Incrível como Paes, que ESTÁ prefeito por 4 anos, por manipulação nas urnas e cumprindo o mandato por liminar, como o executor dos planos da quadrilha metade presa e metade solta, das pessoas mais cínicas que já chegaram ao governo com várias eminências pardas, contrutores, bancos, advogados, investidores, golpistas, bicheiros etc e tal… Tudo e todos sendo investigados e monitorados. Um dia a casa cai… A internet está aí para isso. Mas não se importam. Tranquilamente metem o pé na porta e mandam se entender com a justiça. Contra docs e leis, não há argumentos. Nada vai ser como antes depois da perda da vida de inocentes por conta de guardanapos franceses. ESTAMOS DE OLHO NA GRILAGEM.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui