Palacete Art Déco será transformado em residencial em Botafogo

O empreendimento terá apenas 22 unidades distribuídas entre o palacete e o edifício que será erguido em uma convivência harmoniosa com as linhas do Art Déco original

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Divulgação

O Brix Fundo de Investimento Imobiliário (FII) criou a marca B.8, voltada exclusivamente para retrofits de propriedades com localização privilegiada na Zona Sul do Rio, e lança neste sábado (03/12) o segundo empreendimento pelo novo selo. O Raro Palacete Art Déco traz a reinauguração de um palacete, ícone da estética Art Déco da cidade, localizado na Rua Visconde de Ouro Preto, 67, em Botafogo, agora como um residencial dividido em unidades.

O empreendimento terá apenas 22 unidades de um, dois e três quartos (entre casas e apartamentos de 47,71 a 192,54 metros quadrados), distribuídas entre o histórico palacete e o edifício que será erguido em uma convivência harmoniosa com as linhas do Art Déco original.

O empreendimento traduz a essência da empresa, respeitando a originalidade e a memória da arquitetura, esses são requisitos da marca B.8″, afirma Rafael de Carvalho Ramos, gestor do Brix FII. Segundo ele, no B.8 as construções com significância histórica e cultural, preservadas pelos órgãos de proteção patrimonial competentes, são revitalizadas pelo Brix FII e preparadas para receber novas vidas, famílias e histórias.

A expectativa do Brix FII com o Raro é alcançar um VGV (Valor Geral de Vendas) de R$ 30 milhões. O projeto arquitetônico original é de Edgar P. Vianna e a pesquisa histórica é de Milton Teixeira, arquiteto, professor e historiador. Já a curadoria do Raro é de Márcio Roiter, fundador e presidente do Instituto Art Déco Brasil. O projeto arquitetônico é assinado por A+ Arquitetura e o de interiores das áreas comuns é da A+ Arquitetura e Morolli Arquitetura.

Advertisement

Leia também

Águas do Rio alega não saber sobre situação da Cedae mas presidente foi diretor da empresa – Bastidores do Rio

Antiga garagem da Silveira Martins é vendida por R$19,7 milhões a incorporadora

Entre os destaques de sustentabilidade do Raro estão uma horta comunitária, tomadas para bicicletas e carros elétricos, sistema híbrido de aquecimento de água central com placas solares e aparelho de gás, isolamento térmico na cobertura das unidades e paredes externas do palacete com espessura de 40 cm, garantindo maior isolamento térmico e acústico, entre outros.

Já no quesito segurança e tecnologia, há sistema de ar-condicionado no hall palaciano, aberturas das portas com fechadura biométrica com acesso à internet, reconhecimento facial na entrada do empreendimento, sensor de movimento com alarme, sala de segurança com controle, monitoramento digital, gerador para energia de emergências prioritárias condominiais e detecção de incêndio, e alarme de fumaça em pontos vitais das áreas comuns, entre outros.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Palacete Art Déco será transformado em residencial em Botafogo

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui