Pandemia aumentou o desejo das pessoas de mudar de carreira

53% das pessoas pensam em dizer transição de carreira, diz pesquisa. Especialista em marca pessoal Clara do Vale comenta este fenômeno e conta como escolher o novo caminho

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Pessoas andam pelo centro do Rio de Janeiro | Foto: Rafa Pereira - Diário do Rio

Com as novas formas de trabalho que a pandemia criou, por conta do isolamento social, e principalmente com a normalização do home office, muitas pessoas passaram a enxergar novas possibilidades, como empreender ou criar formas de ganhar dinheiro de casa, com mais flexibilidade de tempo para aumentar o convívio com a família. Pesquisa mundial realizada ano passado pela Microsoft – Works Trend Index2021, apontou que 40% dos trabalhadores consideram a possibilidade de fazer uma transição de carreira em curto prazo. Na América Latina, o número aumentou para 53%.

A especialista em marca pessoal e alto ticket Clara do Vale comenta os principais motivos que podem ter levado a essa nova concepção do trabalho, que o período pandêmico causou. “É fato que em ocasiões provocativas que envolvem o sustento de uma profissional, encontrar alternativas de trabalho é o único caminho. Muitas mulheres já queriam transicionar de atuação, aproveitaram o momento para fazê-lo. Mas, em todos os casos que acompanhei, foi o senso de necessidade que ou despertou ou acelerou o processo de transição de carreira”, explica.

WhatsApp Image 2022 07 05 at 12.55.25 Pandemia aumentou o desejo das pessoas de mudar de carreira
Clara do Vale

A consultoria RH EDC Group, também apresentou uma pesquisa que identificou que 91% dos participantes disseram que mudaram seu propósito de vida durante a pandemia, e 53% perderam o interesse pela atividade que exerciam antes do isolamento social que atingiu o mundo entre 2020 e 21. A entrevista foi realizada com profissionais brasileiros de várias áreas.

Advertisement

Clara do Vale acredita que a perda de rendimentos auxiliou nessa mudança. “A possibilidade de não ter mais o trabalho e salário com os quais se contava para suprir suas necessidades básicas fez com que as pessoas se mobilizassem de um modo diferente, talvez com mais garra para experimentar algo novo e fazer dar certo. Quer ver um ser humano exercitando sua coragem? Provoque-o em suas necessidades básicas”, exemplifica.

A especialista em marca pessoal, ensina que o primeiro passo para uma boa transição de carreira é escolher o novo nicho. “Eu desenvolvi um método para definição de nicho que chamo de ‘HEPA’, que basicamente traz as seguintes etapas:  liste suas HABILIDADES, no que você é boa, o que você faz bem e com certa facilidade; mapeie sua EXPERIÊNCIA nesse assunto que está pensando, observe se é PROCURADA, ou seja, se normalmente as pessoas te procuram para ter sua ajuda nesse assunto, por último, valide se é APAIXONADA por esse assunto”, ensina Clara do Vale.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Pandemia aumentou o desejo das pessoas de mudar de carreira
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui