Passarela da Leopoldina ganhará cores com reforma na região

As obras de revitalização do local começam daqui a duas semanas

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Simulação de como ficará a passarela da Leopoldina — Foto: Divulgação

A passarela da Avenida Francisco Bicalho, no Caju, em frente à antiga Estação Leopoldina ficará colorida. O espaço por onde passam os transeuntes será grafitado com uma arte criada pelo artista Bruno Schilling que trabalha o abstracionismo geométrico e a arte cinética. Além das laterais, as cores também serão usadas no piso. As obras começam daqui a duas semanas.  

Veja como ficará o local

Sem titulo 2 Passarela da Leopoldina ganhará cores com reforma na região
Simulação de como ficará a passarela da Leopoldina — Foto: Divulgação

A obra integra o plano de revitalização da Prefeitura para a região, que inclui também recuperação de 48 mil metros quadrados de asfalto, troca de balizadores e demolição de imóveis desocupados na Francisco Bicalho, além da inauguração do Terminal Gentileza.

Além disso, também existe a previsão, para o terreno, de aproximadamente 125 mil metros quadrados, da construção da Fábrica do Samba Série Ouro, empreendimentos habitacionais do programa Minha Casa Minha Vida, um Centro de Convenções e diversos equipamentos sociais.

Advertisement
Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Passarela da Leopoldina ganhará cores com reforma na região
Advertisement

5 COMENTÁRIOS

  1. Requalificação da Av. Francisco Bicalho

    Já que a Prefeitura do Rio já mandou proceder à demolição dos imóveis desocupados na Av. Francisco Bicalho, acho que todo o lado direito da Av. Francisco Bicalho, em direção à Rodoviária, deveria ser revitalizado.

    Bem próximo à Rodoviária (encostado aos novos pontos de ônibus que iam para a Tijuca, o Méier, São Cristóvão e alguns outros bairros do subúrbio antes do Terminal Gentileza), a Prefeitura do Rio poderia mandar construir uma belíssima Igreja de São Jorge (de preferência gótica, com torres laterais e o enorme santo no meio), com uma ENORME ESTÁTUA do santo preferido dos cariocas em seu topo, toda iluminada, e que seria bem visível logo na entrada da cidade.

    Claro que tem que ser uma linda igreja, cercada por belos jardins, e que iria dos antigos pontos de ônibus do outro lado até a Av. Francisco Bicalho…

    Então construiriam uma nova rua… A seguir, indo em direção ao Centro na mesma Francisco Bicalho, construiriam uma belíssima praça no estilo da Praça Paris na Glória.

    Seria importante se dar uma guaribada na quadra da Escola de Samba São Clemente no final da Av. Presidente Vargas, quase chegando à Francisco Bicalho.

    Os terrenos baldios que vão da quadra da São Clemente até o prédio da antiga fábrica do Gás – na Av. Pres. Vargas, no. 817 poderiam abrigar novos apartamentos.

    Claro que a Praça XI precisa ser rearborizada e o jardim do Zumbi dos Palmares também – este jardim está um caco, só tem uma árvore.

    Além disso, o canal do Mangue precisa ser limpo e suas águas despoluídas, a prefeitura da cidade do Rio e a RioLuz devem trazer de volta a iluminação externa da estação de metrô Cidade Nova (Linha 2), e a iluminação dos arcos do metrô em cima da Av. Rodrigues Alves, onde passa a Linha 2 em direção à Pavuna, mas estes já são outros assuntos.

    E se ainda sobrasse espaços na Francisco Bicalho, poderíamos fazer construir mais áreas verdes, ou mesmo uma Nave do Conhecimento, talvez nas antigas instalações da Escola de Samba Unidos da Tijuca, que vai se mudar para perto do Terminal Gentileza.

    Isso tudo no aguardo na novíssima Estação Leopoldina, lindamente e devidamente reformada, totalmente reformada, para abrigar a estação ferroviária do prometido trem-bala Rio-São Paulo. E com certeza dando espaço em suas instalações para belas lojas em um pequeno shopping.

    Até porque a Estação da Luz em São Paulo, como todos sabem, já está totalmente renovada – novinha em folha, pronta para receber este trem…

    P.S.: Do lado esquerdo da Av. Francisco Bicalho, quase chegando ao IML, já refizeram aquele imenso calçadão e, para variar, esqueceram de construir as golas para o plantio das devidas árvores.

    Os responsáveis por este trabalho sempre se esquecem de contemplar os devidos espaços para se arborizar nossa cidade: se esquecem de que nós vivemos numa cidade tórrida de quente. Vai entender !!!!!!

    Fica a dica !

  2. Agora só falta a prefeitura da cidade do Rio de Janeiro e a RioLuz trazerem de volta as belas iluminações externas, como a seguir:

    1) Iluminação da passarela da estação de metrô Cidade Nova (Linha 2);

    2) Iluminação dos Arcos do Metrô, onde as composições da Linha 2 em direção à Pavuna passam acima da Av. Rodrigues Alves.

    A bela estação de metrô Cidade Nova e a passarela de pedestres, que atravessa o Canal do Mangue na Av. Presidente Vargas, junto ao Canal do Mangue, foram projetadas pela JBMC arquitetura & urbanismo. E há algum tempo atrás esta bela construção tinha uma iluminação noturna de qualidade, que sumiu na fumaça.

    Quem viaja sabe que as mais belas civilizadas cidades pelo mundo investem um absurdo de dinheiro na iluminação noturna de seus monumentos históricos mais importantes, além de iluminar locais que, não necessariamente históricos, também possam trazer mais visibilidade turística a estas cidades.

  3. A boa e velha maquiagem.
    O terminal de ônibus da Central do Brasil está um lixo subutilizado. E o prefeito prefere construir um monstro na Leopoldina. O cara só quer visibilidade. Gasta dinheiro e não melhora a cidade. Transporte público uma porcaria e ele acha que espalhar bondinho é mais eficiente.
    Vamos reeleger o “gestor”.

  4. Em pensar que um prefeito “gestor” em SP pintava a cidade toda de cinza…

    Ótima iniciativa da prefeitura dar cor à paisagem urbana. Tomara que os marginais não pichem e estraguem essas obras de arte.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui