Biblioteca Nacional - Foto: Divulgação

Além do prédio sede do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), a Biblioteca Nacional, o Museu Nacional de Belas Artes (MnBA) e o Museu Histórico Nacional (MHN) também serão reformados. O valor total dos recursos, isto é, R$ 90 milhões, virá do Fundo de Defesa de Direitos Difusos (FDD), pertencente ao Ministério da Justiça.

O FDD reúne recursos vindos de condenações judiciais, multas e indenizações para a reparação de danos causados ao meio ambiente e ao consumidor, além de bens e direitos de valor artístico, histórico, turístico e paisagístico.

A presidente do Conselho Federal Gestor do FDD, Adriana Dullius, inclusive, diz que todos os recursos serão investidos no patrimônio histórico.

Museu Histórico Nacional – Foto: Divulgação

Superintendente do Iphan, Manoel Vieira diz que é um ”momento histórico”.

”É um momento muito importante para os mais relevantes bens culturais e seus acervos, que estão sendo beneficiados com os investimentos do Fundo. O Museu Histórico Nacional vai receber um processo de modernização e isso vai garantir melhorias pro seu funcionamento e também para as condições de seu acervo. O Museu de Belas Artes vai receber serviços de conservação e restauro em todo o seu envólucro desde as fachadas, a cúpula e a cobertura, e isso vai garantir a preservação desse ícone da arquitetura eclética do Centro do Rio por mais uns bons anos. Tem também a Biblioteca Nacional, que vai estar também recebendo um sistema de combate a incêndio que é de suma importância para garantir a preservação do seu acervo e do próprio prédio, assim como outros serviços que vão garantir melhorias ao prédio, quanto ao funcionamento e à preservação”, disse Manoel.

A tendência é de que as obras comecem em janeiro.

5 COMENTÁRIOS

  1. Ótima notícia, principalmente em um país onde patrimônio histórico e arquitetônico não é valorizado. Poderiam restaurar também a Estação Leopoldina e criar o Museu do Trem ali, sonho com uma estação de metrô ali entre as estações Cidade Nova e São Cristóvão para garantir o fluxo de pessoas circulando todo dia e tornar aquela região mais habitável. E quando iremos terminar a restauração completa do Museu Nacional na Quinta da Boa Vista?

    • ótima observação! a estação leopoldina está totalmente abandonada, enquanto as pessoas ficam na rua lateral à espera de transporte, expostos à violência, chuva e sol.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui