Os Peelings Químicos Superficiais são aqueles realizados com ativos em baixas concentrações, que apresentam baixo risco de lesões. Eles causam apenas descamação suave, agindo na epiderme, embora exerça parte de sua atividade na derme superficial ou papilar, através da ação da esponja que necessita estar em contato com a membrana basal.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

Os Peelings Químicos Superficiais são indicados para o tratamento de:

?Cicatrizes de Acne;
?Fotoenvelhecimento;
?Rugas finas.

O Peeling Químico é um procedimento indolor, não necessita de anestesia. Ele também pode ser coadjuvante na despigmentação e no tratamento da hiperqueratinização. Além, de serem indicados para:

?Preparar a pele para Aplicação de Laser;
?Hiperpigmentação Pós-inflamatória;
?Queratoses;
?Sardas.

Porém, é muito importante ressaltar que, peles muito sensíveis ou queimadas de sol, que apresentam ferimentos ou infecções, não podem ser submetidas ao Peeling Químico.

Antes da realização do procedimento, é necessário se consultar com seu Cirurgião Plástico, que irá avaliar seu tipo de pele e informar o Peeling indicado para você.

Esse é um procedimento realizado com o objetivo de melhorar a qualidade da pele. O ideal é fazê-lo mensalmente para que o resultado seja prolongado.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui