Pesquisa mostra Bolsonaro subindo e colando em Lula: 51% a 49%, empate técnico

Levantamento do instituto carioca Gerp mostra Lula e Bolsonaro empatados, com ligeira vantagem, dentro da margem de erro, para o ex-presidente Lula

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL)

Os dois presidenciáveis Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Messias Bolsonaro (PL) atingiram um empate técnico na pesquisa nacional de intenções de voto do Instituto Gerp, divulgada nesta quarta-feira (12), feriado de Nossa Senhora Aparecida. O Gerp é um instituto carioca que existe desde 1983 e realiza, além de pesquisas eleitorais, levantamentos estatísticos para grandes empresas como Walmart, Bosch, Carrefour e General Motors.

Levando em consideração apenas os votos válidos (o que exclui brancos, nulos e indecisos), o ex-presidente petista soma 51% das intenções, contra 49% do atual presidente do Brasil. A margem de erro do levantamento é de 2,18 pontos percentuais para mais ou para menos, o que demonstra que a coisa está bastante indefinida, apesar da forte tendência de subida de Bolsonaro, ao se levar em conta os votos que teve no primeiro turno.

O empate técnico permanece também no cenário estimulado da pesquisa realizada. Lula teria 48% das intenções de voto, Bolsonaro 46%, nulos e brancos 2%, e indecisos seriam 4%.

Recorte da pesquisa GERP, feito pela RedeTV!

Analistas consultados pelo DIÁRIO mencionam como relevante o aumento da rejeição de Lula em outras pesquisas realizadas nos últimos dias, mesmo de acordo com institutos que erraram feio contra Bolsonaro no primeiro turno, como foi o caso de Datafolha e Ipec, que vêm lutando com a dificuldade de detectar o chamado voto conservador nos últimos pleitos eleitorais. O aumento da rejeição ao ex-presidente – que deixou o posto bem-avaliado, sendo sucedido pelo desastroso governo de sua companheira Dilma Roussef – é creditado à campanha negativa contra ele. Embora ambas as campanhas estejam buscando queimar o candidato opositor, as inserções anti-Lula poderiam estar gerando mais efeitos do que as anti-Bolsonaro.

Segundo informou o Instituto Gerp, 2.095 pessoas foram entrevistadas em 144 cidades do Brasil entre os dias 6 e 11 de outubro deste ano. Como manda a legislação, a pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o nº BR- 02322/2022.

Jair Bolsonaro – Foto: Alan Santos/PR

Vale notar que o Gerp também fez pesquisas eleitorais antes do primeiro turno das eleições. A última sondagem foi divulgada em 5 de setembro, 25 dias antes da votação. Nessa pesquisa, o instituto carioca mostrava que Bolsonaro tinha 39% das intenções de votos, e Lula tinha 38%. A margem de erro era de 2,18 pontos percentuais. Devido à grande distância temporal entre a realização da pesquisa e data das eleições não é possível avaliar cientificamente eventuais erros ou acertos desta pesquisa no primeiro turno.

Advertisement

12 COMENTÁRIOS

  1. Instituto pouco confiável. Em momento algum Bolsonaro esteve na frente em pesquisas de primeiro turno. Mas segundo instituto ele estava. Essa pesquisa deve certa mesmo kkkkk

  2. Se as eleições forem diferentes as que foram no 1º turno, ou seja, LIMPAS. Claro que será declarado reeleito do PR, então que os fiscais se apropriem de suas funções para que tenhamos tranquilidade e lisura nos resultados.
    Pois é impossível imaginar que um Ladrão que não pode nem sair às ruas esteja liderando, senão a votação do MAIOR LADRÃO DO MUNDO.

  3. Vocês são ridículos, que pesquisa é esta que ninguém divulgou (apenas vcs), já eram claramente torcedores e agora passaram dos limites divulgando fake News.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui