Pesquisa mostra Freixo liderando para governador e Romário para senador

Pesquisa encomendada pelo O Globo mostra 2º turno entre Freixo e Castro, cenário enrolado para o Senado e Lula bem na frente de Bolsonaro

Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Faltando pouco mais de 1 ano para as eleições para Governador, Senador e Presidente de 2022, um levantamento da Quaest Pesquisa, feita do dia 22 ao dia 26, em todas as regiões do Rio de Janeiro, mostra um cenário ainda confuso tanto para governador quanto para senador. Foram entrevistadas 1.804 pessoas de forma presencial. A margem de erro é de 2,1 pontos percentuais, e o índice de confiança é de 95%.

A pesquisa, realizada a pedido do jornal O Globo, teve 3 cenários para governador do Rio de Janeiro em 2022

Cenário 1 – Governador do Rio 2022

Este 1º cenário leva em conta o nome de Eduardo Paes (PSD) que não deve ser candidato. Inclusive sua intenção de voto é baixa para deixar a Prefeitura do Rio, mas garantiria um 2º turno com Freixo.

  • Eduardo Paes (PSD) – 26%
  • Marcelo Freixo (PSB) – 19%
  • Claudio Castro (PL) – 14%
  • Rodrigo Neves (PDT) – 4%
  • Indecisos – 8%
  • Brancos e Nulos – 28%
  • Não votará/Abstenção – 2%

Cenário 2 – Governador do Rio 2022

No 2º cenário o mais provável, mostra uma grande vantagem de Freixo, enquanto Castro não tem uma grande diferença percentualmente de votos. O atual governador só subiria 2 pontos percentuais sem Paes, mesmo o candidato do prefeito do Rio, Felipe Santa Cruz, fica apenas com 3%. Quem ganha é o socialista que sobre 6 p.p. e Neves que ganha 3 p.p.

  • Marcelo Freixo (PSB) – 25%
  • Claudio Castro (PL) – 16%
  • Rodrigo Neves (PDT) – 7%
  • Felipe Santa Cruz (PSD) – 3%
  • Indecisos – 11%
  • Brancos e Nulos – 36%
  • Não votará/Abstenção – 2%

Cenário 3 – Governador do Rio 2022

Na improvável entrada do vice-presidente General Hamilton Mourão, ele aparece indo para o 2º turno com Freixo, e retirando alguns p.p. de Castro e até de Freixo, que aparecem com seu pior resultado. De acordo com O Globo, Mourão atrai boa parte das intenções de voto de eleitores do presidente Jair Bolsonaro

  • Marcelo Freixo (PSB) – 23%
  • General Mourão (PRTB) – 17%
  • Claudio Castro (PL) – 12%
  • Rodrigo Neves (PDT) – 6%
  • Felipe Santa Cruz (PSD) – 3%
  • Indecisos – 7%
  • Brancos e Nulos – 30%
  • Não votará/Abstenção – 2%

Governo de Castro

A gestão do Governador Cláudio Castro contaria com reprovação de 30% dos pesquisados e 17% avaliam positivamente. Há ainda 33% que consideram o desempenho do governador como regular, e 20% não souberam ou não responderam.

Cenário 1 – Senador pelo Rio 2022

Em 2022 o Rio de Janeiro elege apenas um Senador da República, na vaga atualmente ocupada por Romário (PL). Apesar de aparecer na frente nos 2 cenários, sua candidatura ainda não é certeza. O PL pode querer negociar a vaga para aumentar a aliança de Claudio Castro, e usar o ex-jogador como puxador de votos.

Os números também deixam um cenário bem indefinido entre os nomes citados, inclusive o nome que, para especialistas, é favorito para 2022, André Ceciliano (PT) tem apenas 2% das citações.

O próprio nome de Crivella é dúvida, apesar de aparecer bem, há quem no Republicanos prefira o ex-prefeito como candidato a deputado federal.

  • Romário (PL) – 19%
  • Crivella (Republicanos) – 12%
  • Alessandro Molon (PSB) – 12%
  • Clarissa Garotinho (Pros) – 8%
  • Washington Reis (MDB) – 6%
  • Ottoni de Paula (PSC) – 5%
  • André Ceciliano (PT) – 2%
  • Indecisos – 2%
  • Brancos e Nulos – 29%
  • Não votará/Abstenção – 2%

Cenário 2 – Senador pelo Rio 2022

A entrada de Mourão, apesar de dividir o 2º lugar com Crivella com 12%, empatado com Molon e Clarissa, muda pouco a eleição, com Romário ocupando ainda a 1ª posição. Talvez isso indique que o vice-presidente possa tentar uma candidatura pelo Rio Grande do Sul como vem sendo ventilado.

  • Romário (PL) – 20%
  • General Mourão (PRTB) – 12%
  • Crivella (Republicanos) – 12%
  • Alessandro Molon (PSB) – 10%
  • Clarissa Garotinho (Pros) – 8%
  • Washington Reis (MDB) – 5%
  • Ottoni de Paula (PSC) – 4%
  • André Ceciliano (PT) – 2%
  • Indecisos – 4%
  • Brancos e Nulos – 21%
  • Não votará/Abstenção – 2%

Cenário 1 – Presidente da República 2022

Apesar de ter base eleitoral no Rio de Janeiro, o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), não pode contar muito com o voto dos fluminenses. O ex-presidente Lula aparece na frente nos 2 cenários, e Bolsonaro em 2º.

Isso explica a necessidade de distanciamento que o governador Claudio Castro tem feito. Inicialmente muito ligado ao presidente, ele tem mostrado luz própria, sabendo que se estiver muito próximo terá sua tentativa de reeleição muito mais difícil.

  • Lula (PT) – 43%
  • Jair Bolsonaro – 29%
  • Ciro Gomes (PDT) – 8%
  • João Doria – 4%
  • Indecisos – 4%
  • Brancos e Nulos – 12%

Cenário 2 – Presidente da República 2022

O eleitor do Rio de Janeiro não quer mais saber de PSDB, se no 1º cenário o governador de São Paulo João Dória aparece com 4%, no 2º o governador do Rio Grande do Sul Eduardo Leite tem apenas 3%.

  • Lula (PT) – 43%
  • Jair Bolsonaro – 29%
  • Ciro Gomes (PDT) – 9%
  • Eduardo Leite (PSDB) – 3%
  • Indecisos – 3%
  • Brancos e Nulos – 12%
Advertisement

18 COMENTÁRIOS

  1. A pesquisa pro senado explica por q o Rio está se afundando cada vez mais.O fluminense reclama da situação do estado ,mas basicamente continua votando nos mesmos grupos políticos.E mais preocupante ainda 3 quase 40porcento dos eleitores simplesmente não votarem em ninguém.As pessoas acha q não votar é uma atitude de protesto, mas é só pura estupidez.É como um Impala deitar na frente de um leão faminto

  2. O Freixo é bom pra luta, mas será que sabe administrar? Não levo fé e o Rio precisa de um administrador. Estamos mal de senadores. Só se salva o Mollon.

  3. Já comentei neste site em outras matérias de pesquisas para o Governo do Rio que meu voto é Claudio Castro. Se o Freixo ganhar teremos que sair de casa de mãos para o alto.

  4. Chega a ser cômico – para não dizer triste – o fato das pessoas vomitarem quanto ao Freixo e silenciaram quanto ao Romário e Crivella figurando aquele em primeiro e o outro em segundo para a vaga do Senado.
    A tragédia da Política do estado do RJ e da cidade do Rio está em que sempre – repito sempre – temos os mesmos.

    Gostaria, sim, ver um Freixo que foi da CPI das milícias como chefe do executivo.
    Não conseguiu, no PSOL, vencer a disputa pela Prefeitura do Rio, que seria um bom teste que a cidade precisava. Mas o preconceito do Carioca falou mais alto. E passamos por 4 anos de mal pior com um bispo na Prefeitura com tantos desvios em favor da Iurd, seus guardiões, Márcia etc.

    • Nem me fala.O Rio de Janeiro nas últimas duas décadas foi governado pela direita e onde chegamos.Esses pessoas carecem de memória ou vergonha na cara.Acreditam nas verdades q só existem na cabeça doente deles.

  5. Pode perceber que a maioria dos votos para governador estão no Brancos e Nulos…. isso quer dizer que o que vai definir a eleição é o que tem menos rejeição…. e nessa o Freixo perde de lavada.

    • Ahm… Está sabendo muito de Política (hein!) Só que não. Até porque a Globo tem pauta de reformas liberais e privatizações.
      Qual desses que citou é a favor disso para que a Globo apoie (hein??)

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui