Pinos de cocaína e armas brancas são apreendidos durante operação de combate ao crack, no Leblon

Foram abordados 20 moradores de rua. Todos tinham passagem pela polícia por crimes, como: homicídio, tráfico de drogas, roubos, furtos e lesão corporal

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Armas brancas usadas para praticar crimes na região /Divulgação

O Governo do Estado do Rio de Janeiro realizou, nesta quarta-feira (28), mais uma operação integrada contra o consumo e a venda de crack. Desta vez, as autoridades estaduais estiveram no Leblon, altura do Jardim de Alah, na Zona Sul da cidade, onde foram apreendidos pinos de cocaína e armas brancas, com as quais os usuários de drogas praticam crimes na região. No local, também foi apreendido um caminhão usado como ferro-velho.

Ao todo foram abordados 20 moradores de rua, com os quais foram encontrados facas e peças perfurocortantes. De acordo com as autoridades, todos os abordados tinham anotações criminais. Entre os delitos identificados estavam: homicídio, tráfico de drogas, roubo, furto, lesão corporal, Lei Maria da Penha e ameaça.  

Participante da operação, a delegada da 14ª DP (Leblon), Daniela Terra, destacou que a união de esforços entre as instituições estaduais gera resultados mais eficientes e segurança para a população da cidade.

“A união dos órgãos facilita e contribui para que as operações alcancem êxito. A apreensão de armas brancas é sempre muito significativa, pois dá mais tranquilidade aos transeuntes do bairro”, disse a delegada.

Advertisement

Leia também

AquaRio promove primeira sessão para pessoas com Autismo

Lula retorna ao Rio para inauguração do Terminal Gentileza nesta sexta-feira

O superintendente da Zona Sul, Marcelo Maywald, por sua vez, ressaltou que a Secretaria de Estado de Governo do Rio de Janeiro (Segov), tem fechado o cerco contra os criminosos que atuam na cidade, especialmente entre os infiltrados entre a numerosa população de rua do Rio de Janeiro.

“Não estamos dando trégua para os meliantes que se infiltram no meio dos moradores em situação de rua. A integração entre os órgãos faz toda a diferença na abordagem e no sucesso das ações”, concluiu Maywald.

As instituições atuantes na ação foram: a 14ª DP (Leblon), com a Daniela Terra e equipe; Leblon Presente, com o comandante e major André Curvelo, e o subcomandante e sargento David; e a Superintendência da Zona Sul (Segov), com Marcelo Maywald.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Pinos de cocaína e armas brancas são apreendidos durante operação de combate ao crack, no Leblon

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui