Polícia Federal investigará Cláudio Castro por 6 supostos crimes relacionados à corrupção; saiba mais

STJ autorizou que PF instaure inquérito para apurar suposta participação de Castro em esquema de corrupção à época em que atuava como vereador do Rio e vice-governador

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Cláudio Castro - Foto: Governo do RJ/Divulgação

O Superior Tribunal de Justiça (STJ), por meio do ministro Raul Araújo, autorizou que a Polícia Federal (PF) instaure um inquérito para apurar uma suposta participação do governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, em um esquema de corrupção à época em que ele atuava como vereador da capital fluminense e vice-governador do estado.

A solicitação de abertura de investigação partiu da Procuradoria-Geral da República (PGR), em novembro de 2022. No pedido, a PGR sugere a apuração de seis crimes que teriam acontecido a partir de 2017, ano em que Castro estreou como vereador: organização criminosa, irregularidade em licitações, corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e peculato, isto é, desvio de dinheiro público.

A investigação contra Cláudio Castro é relacionada à Operação Catarata, que apura um esquema de corrupção na Fundação Leão XIII, pertencente ao Governo do Estado e responsável por políticas de assistência social. Em agosto de 2020, o Ministério Público do RJ denunciou 25 pessoas em um esquema que teria causado prejuízo de R$ 32 milhões aos cofres públicos fluminenses.

Inicialmente, a investigação corria na 26ª Vara Criminal de Justiça do Rio de Janeiro, mas acabou sendo encaminhada ao STJ em agosto do ano passado após um dos réus, o empresário Marcus Vinícius Azevedo da Silva, topar uma delação premiada e, nisso, fazer acusações contra o governador.

Advertisement

Ele afirma ter ajudado a financiar a campanha de Castro a vereador, em 2016, e, no ano seguinte, com a aprovação nas urnas, acabou ganhando como ”retribuição” um cargo de assessor na Câmara Municipal do Rio.

Ainda de acordo com Marcus Vinícius, Cláudio teria recebido propina em contratos junto à Prefeitura do Rio quando atuou como parlamentar legislativo da cidade. Segundo o delator, o dinheiro foi desviado da então Subsecretaria da Pessoa com Deficiência (SubPD).

Posteriormente, com Wilson Witzel eleito governador do RJ no pleito de 2018, Castro assumiu o cargo de vice em 2019 e, com isso, a Fundação Leão XIII passou a ser diretamente subordinada a ele. Indo mais a fundo, Marcus Vinícius afirmou que o atual chefe do Poder Executivo fluminense participou de um esquema de corrupção relacionados a atividades de assistência social da instituição, tendo recebido, inclusive, propina em dólar.

O que diz o governador

Por meio de nota oficial, a assessoria de Cláudio Castro lamentou que a situação tenha voltado à tona, mas destacou que o governador não foi denunciado pelo MP. Confira:

”Como indicado no despacho do inquérito, o governador Cláudio Castro não está sendo denunciado, nem indiciado, já que o Ministério Público não encontrou nenhum elemento capaz de vincular a ele qualquer irregularidade.

O governador lamenta que fatos antigos sejam requentados e reitera que confia na Justiça, para que a situação seja esclarecida o mais rápido possível.

O delator foi interpelado judicialmente por calúnia e denunciação caluniosa e a defesa do governador já entrou com um pedido de nulidade da delação devido a irregularidades na denúncia”.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Polícia Federal investigará Cláudio Castro por 6 supostos crimes relacionados à corrupção; saiba mais
Advertisement

7 COMENTÁRIOS

  1. Não é fatalidade do Rio, São os eleitores que continuam elegendo bandidos por acreditar em propaganda e não nos fatos. Apoiam matar bandidinhos do morro e não os grandes do asfalto. Acreditam que tudo se rsolve na bala e os candidatos à governadores e prefeitos sabem disso. Não acreditam na civilidade, formas a médio e longo prazo para se resolver a violência e problemas da cidade.
    Acreditam na difamação contra esquerda feita pela direita, liberação de drogas por exemplo, Mas não pensam que, quem é contra a legalização é a favor do tráfico. A policia que atira na cabecinha dos pretos e pobres são milicianos brigando por teritórios.
    Nós brasileiros temos que estudar política, conhecer os partidos e candidatos. Estudar sobre a história das milicias, do crime organizado, problemas estruturais da cidade, do estado e país, para não sermos enganados por políticos bandidos.

  2. Não vai dar em nada!! Nossa justiça apoia ladrões. Exemplo Pezão e Cabral. Indo mais além Lula. Quem tem dinheiro ñ fica preso. Cadeia e para os pobres!!!

  3. O GOVERNADOR CLAUDIO CASTRO ESTÁ CERTO QUANDO AFIRMA ESTAR O ESTADO DO RIO DE JANEIRO COM COMANDO. SIM. SOMOS COMANDADOS POR CORRUPTOS, LADRÕES, BANDIDOS, MILICIANOS, TRAFICANTES E DE OUTRAS “FORMAÇÕES”.

  4. Amigos quê destino cruel foi reservado ao Rio dê janeiro, parece quê o Rio dê janeiro foi escolhido pára ser o paraíso dos corruptos, e o reino dá corrupção, essas são ás diferenças entre os governantes cariocas quê governam outros estados,e os governantes dê outros estados quê governam o Rio dê janeiro, vejam os casos dos governos dê Jaime Lerner em Curitiba,o Jackson Wagner na Bahia, dentre outros menos conhecidos, e comparando com os governantes forasteiros e até dê maus caráter cariocas quê governam o Rio dê janeiro com único interesse em se dar bem através dá corrupção, isso desde os anos cinquenta, ficando mais evidente nos últimos quarenta anos,em se confirmando essas denuncias sobre o Cláudio castro, pois onde a fumaça a fogo, seria o fundo do poço pára o Rio dê janeiro em questão dê governantes, teríamos quê inventar outra maneira dê administrar o nosso estado, pois todos antes passados se envolveram em corrupção ativas e passivas,o quê mais aconteceu no Rio dê janeiro, foi políticos em páginas policiais,e até presos pôr corrupção e desvios dê verbas, além das rachadinhas e do corporativismo, tomara quê o Cláudio castro consiga provar sua inocência, senão teremos quê inovar em outra com outras alternativas, como pôr exemplo, contratar políticos, orientais ou islandês,ou norueguês, quem sabe um vietnamita, pois definitivamente, qualquer brasileiro quê vier a governar o estado do Rio dê janeiro,se transfomara em corrupto, não dá mais prá insistir nesse erro, é o Rio dê janeiro dormindo com os inimigos,

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui