Polícia Militar do Rio recebe 114 viaturas semiblindadas, durante cerimônia no Maracanã

Os veículos fazem parte de um plano de recomposição da frota da corporação, que totalizará 513 viaturas destinadas a diferentes ações

Frota de semiblindados da PM entregues nesta quinta-feira, no Maracanã / Divulgação

Uma cerimônia realizada, nesta quinta-feira (5), na área externa do estádio do Maracanã, nas proximidades do Museu do Índio, na Zona Norte da cidade, marcou a entrega de 114 viaturas semiblindadas à Polícia Militar do Rio de Janeiro (PMRJ). Os veículos fazem parte de um plano de recomposição da frota da corporação, que totalizará 513 viaturas. O Governo do Estado deu início à renovação das viaturas no segundo semestre de 2022.

A PM atuará com três modelos de viaturas: Duster, da montadora Renault, para patrulhamento nas ruas; Ranger, da Ford, destinadas às operações policiais; além de duas picapes L200, da Mitsubishi, adaptadas para uso pelo Batalhão de Ações com Cães (BAC).

Durante a cerimônia, o secretário de Estado da Polícia Militar, coronel Luiz Henrique Pires, afirmou que os veículos são para o uso imediato no policiamento ostensivo, além de outros tipos de ações policiais. O secretário destacou que algumas viaturas serão empregadas na patrulha escolar, seguindo as determinações dos comandantes de cada batalhão.

De acordo com o coronel Luiz Henrique Pires, a semiblindagem das viaturas permitirá que os policiais atuem em suas missões com mais segurança, especialmente em áreas com maior incidência criminal.

“Nossos estudos apontam que, na maioria [dos casos], quando os policiais são atingidos em serviço, o disparo é feito na parte da frente do carro, no vidro dianteiro. A blindagem é destinada à proteção ao policial militar,” explicou o secretário, ressaltando que os batalhões mais deficitários em viaturas terão prioridade nas próximas entregas. Os veículos disponibilizados, nesta quinta-feira, serão distribuídos por todas as regiões do Estado do Rio.

A última renovação da frota policial aconteceu em 2018, durante a atuação do Gabinete de Intervenção Federal.

“Tem quatro anos que a gente não consegue renovar a frota. Na verdade, foram viaturas adquiridas pela Intervenção em 2018. Só que nossas viaturas rodam 24 horas por dia, nos sete dias da semana. É uma frota que requer atenção, tem um desgaste muito grande, e aí é necessário estar sempre repondo viaturas,” destacou o militar, lembrando que uma nova licitação para a compra de mais 350 viaturas está programada para ocorrer este ano. A expectativa das autoridades policiais é de que os veículos sejam entregues ainda em 2023.

As informações são do Última Hora Online.

Advertisement

1 COMENTÁRIO

  1. São necessária, sim pois daqui a um ano ou menos a metade estarão sucatiadas por danos na mecânica ou destruídas em desastres, se gasta tanto dinheiro mais não tem ou dizem desnecessárias as câmeras nos uniformes dos policiais

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui