Polícia realiza operação conjunta contra o crime organizado na Maré, Vila Cruzeiro e Cidade de Deus

Ação, realizada nesta segunda (09), está sendo apoiada por drones com câmeras que fazem mapeamento de áreas em 3D e uma câmera com zoom de longo alcance

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Imagem meramente ilustrativa de operação policial no Rio de Janeiro - Foto: Divulgação

Nesta segunda-feira (09/10), cerca de mil agentes das forças estaduais de segurança iniciaram uma grande operação no Complexo da Maré, na Vila Cruzeiro e na Cidade de Deus, na zonas Norte e Oeste do Rio de Janeiro.

A ação está sendo apoiada por drones com câmeras que fazem mapeamento de áreas em 3D e uma câmera com zoom de longo alcance.

As imagens desses drones estão sendo enviadas em tempo real para o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC). Paralelamente, 4 aeronaves e 10 blindados das polícias Militar e Civil também estão sendo utilizados.

”Iniciamos hoje uma grande ação, a mais tecnológica que já fizemos, para devolver aqueles territórios aos seus verdadeiros donos, que são os moradores. Não vamos permitir que esses criminosos continuem aterrorizando famílias e usando crianças como escudos”, ressaltou o governador Cláudio Castro.

Advertisement

Um laboratório de refino de drogas e artefatos explosivos do tráfico foi localizado no Parque União, no Complexo da Maré. Quatro suspeitos foram conduzidos para a Cidade da Polícia. A ação está sendo acompanhada no CICC, pelos secretários de Polícia Militar, Luiz Henrique Marinho Pires; de Polícia Civil, José Renato Torres; de Governo, Bernardo Rossi; e do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Edu Guimarães.

”A operação de hoje só foi possível graças ao maior investimento feito em nossas polícias em toda a nossa história. Os protocolos de investigações e treinamento estão sendo rigorosamente cumpridos, bem como as decisões judiciais”, complementou Castro.

A Unidade de Demolição da Polícia Militar também está atuando na ação de hoje. Os policiais estão retirando barricadas colocadas por criminosos para impedir a circulação de viaturas policiais, mas que também acabam impedindo a entrada de ambulâncias e de viaturas dos bombeiros, privando a população desses serviços. Duas ambulâncias blindadas estão no terreno acompanhando os agentes.

Governo do RJ bloqueia sinal de celular e faz varredura em presídios

Em ação integrada com as demais forças de segurança, a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) realiza uma operação especial de inteligência na Penitenciária Gabriel Ferreira Castilho (Bangu 3) e na Penitenciária Jonas Lopes de Carvalho (Bangu 4), com o objetivo de impedir que lideranças criminosas possam transmitir ordens a seus comparsas.

A intervenção é para desarticular a rede de comando das facções que atuam na região, através do bloqueio prévio dos aparelhos celulares e apreensões de equipamentos.

Os agentes da Seap estão utilizando scanner de mão – equipamento adquirido este ano pelo Governo do Estado – para checar esconderijos improvisados por presos para ocultar aparelhos celulares e outros itens ilícitos dentro das celas – e identificar itens que antes poderiam passar despercebidos.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Polícia realiza operação conjunta contra o crime organizado na Maré, Vila Cruzeiro e Cidade de Deus
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui