Ponte Aérea Biscoito-Bolacha: Samba do Trabalhador no Domingo Paulistano

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp

A roda de samba que ocorre desde 2005, às segundas-feiras, em um clube da Zona Norte do Rio de Janeiro, consolida-se como um marco na história musical da cidade já está presente em outros destinos também.

No próximo domingo, dia 10 de dezembro, o Samba do Trabalhador, chega a Sampa, a um dos bairros que costuma concentrar a presença de muitos cariocas, a Vila Madalena. O evento ocorrerá no Bar Samba, localizado à rua Fradique Coutinho, 1007, à partir das 15h. Os ingressos antecipados custam R$ 60,00 (sessenta Reais)

Toda essa tradição carioca começou com a iniciativa dosambista Moacyr Luz que decidiu aproveitar a segunda-feira, dia em que os músicos normalmente não trabalham, e convocou os colegas de melodia para fazer um som da melhor qualidade. 

Assim surgiu o Samba do Trabalhador, a princípio fixo notradicional Clube Renascença, um verdadeiro “quilombo” de resistência da cultura negra, localizado no bairro do Andaraí, zona norte do Rio de Janeiro.

Advertisement

Leia também

Deputados propõem destinar R$15 milhões da Alerj para 10 municípios afetados por chuvas no RJ

‘Guadalupe’, ‘Lobo Júnior’, ‘Fiocruz’ e mais: confira os nomes das 20 estações do BRT Transbrasil

O Renascença, ou Rena para os mais íntimos e frequentadores, foi fundado em 1951, na Rua Pedro de Carvalho, no Méier, por um grupo de negros que queria lutar contra a discriminação racial sofrida pelos seus associados em outras agremiações renomadas do Rio. No final daquela década, o clube foi transferido para o Andaraí.

E já se passaram 18 anos de muito sucesso trazendo consigo vários álbuns, três DVDs e conquistando, cada vez, admiradores, inclusive com nomes de peso, como João Bosco e Roberta Sá, que recentemente dividiram os vocais com o grupo.

O Na torcida que o Samba do Trabalhador faça escalas em outras cidades. Todo mundo merece esse momento de boa música e descontração.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Ponte Aérea Biscoito-Bolacha: Samba do Trabalhador no Domingo Paulistano

Andréa Nakane é carioca, apaixonada pela Cidade Maravilhosa, relações públicas, professora universitária, Doutora em Comunicação Social e Mestre em Hospitalidade.Embaixadora do RJ. Vive há 20 anos em Sampa e adora interagir com pessoas singulares que possam gerar memórias afetivas construtivas.
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui